quinta-feira, 3 de Dezembro de 2015 09:43h Atualizado em 3 de Dezembro de 2015 às 09:45h.

Mano Menezes deixa o Cruzeiro?

O treinador Mano Menezes, em entrevista à imprensa jogou a bola para a diretoria do Cruzeiro e não afirmou a saída dele do Cruzeiro

“Sem uma posição oficial, virei aqui com a direção para falarmos para sim ou não”, disse. Acrescentou ainda que até o próximo jogo ele define se deixa ou não o Cruzeiro. Se assume ou não o clube chinês.

Mano abriu a coletiva se justificando à imprensa. "Fui bastante questionado por vocês na semana passada, antes do jogo contra o Joinville, sobre especulações que começavam a aparecer sobre futebol chinês. Disse que não tinha nada objetivo para falar naquele dia. Também disse que viria aqui quando houvesse algo diferente. Recebi proposta oficial. Ontem, procurei a diretoria do Cruzeiro para oficializar”.

Segundo o treinador, é uma proposta de um projeto grande. “Num primeiro momento, me inclinou a pensar positivamente em aceitar. Mas que envolve muita coisa. Como envolve muita coisa, precisamos avançar em algumas tratativas minhas com o clube que fez a proposta, o Shandong Luneng, e outras que envolvem minha saída do Cruzeiro. As tratativas estão em andamento. Há probabilidade maior para o sim, mas ainda não tenho posição final para isso. Isso envolve outros profissionais, convites a outras pessoas. Há probabilidade de levar seis profissionais, preciso fazer contato com eles. As coisas estão andando nessa linha”.

Quais detalhes faltam? “Essas coisas são relativamente sigilosas. Às vezes vocês têm informações próximas. Respeito o Cruzeiro para não abordar coisas tão abertas. A gente não fala valores. São acordos que se estabelecem, que chamamos de negociação. Isso que fazemos nesse momento”

Ele tentou explicar. "Costumo enxergar isso como oportunidade ímpar. Você tem que saber se quer ou não. Não existem só coisas boas. É uma cultura muito diferente. Os profissionais têm suas famílias. Tudo isso está dentro de pacote grande a ser resolvido. Neste momento, você tenta conjugar todos os fatores e levar profissionais com competência para representar o Brasil”

Reafirmou haver conversas. “Não é que não tenha nada acertado. Algumas coisas foram acertadas, mas faltam detalhes importantes para finalizar um projeto tão complexo como esse. Mas, de maneira nenhuma, não poderia deixar de comandar o Cruzeiro no último compromisso. Também deixei o Cruzeiro livre se quisesse que isso não acontecesse. O Cruzeiro gostou que eu fosse. Da maneira que fui recebido, foi algo significativo e diferente do que vivi nos últimos tempos no futebol”.

É uma decisão reversível? “As coisas andaram bem, não gosto de enganar ninguém, mas ainda não tenho acerto final. Quando tiver, só pode partir do clube com quem você fez acerto, por quem te contrata. Não é irreversível. Está bem encaminhado, mas precisamos aguardar para as coisas estarem finalizadas”.


DIRETORIA DO CRUZEIRO
Thiago Scuro, na qualidade de diretor de futebol do clube, se manifestou. “Quero pedir licença para fazer um posicionamento do clube. Estamos aqui para dar continuidade ao compromisso de transparência. Tivemos ontem a informação do Mano sobre a proposta oficial. A partir do momento que ela foi oficializada, tínhamos o compromisso de cumprir todas as partes do processo em 24 horas. Por ter uma série de variáveis, não conseguimos concluir todos os detalhes em 24 horas. Por isso, fizemos questão de vir aqui, para transmitir a informação com transparência. Trata-se de uma negociação complexa, para todos diretos serem respeitados. Em quase 3 meses no Cruzeiro, tive prazer enorme de trabalhar com Mano. Tivemos colaboração do Mano para construirmos conceito de identidade do Cruzeiro. A mensagem que quero deixar é que vamos defender o trabalho de construção de um modelo e identidade para o Cruzeiro. É evidente que já trabalhamos com perspectiva de buscarmos novo treinador. É dever reorganizarmos o clube da forma mais rápida possível. Vamos conversar com profissionais que têm a mesma linha de pensamento, filosofia de jogo do Cruzeiro. Isso representará maturidade no trabalho técnico. Um dos meus desafios é integrar todas as áreas e construir trabalho técnico”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.