segunda-feira, 18 de Março de 2013 06:08h Atualizado em 18 de Março de 2013 às 06:24h. Luciano Eurides

Marcelo Oliveira mantém a palavra e escala Borges e Dagoberto no ataque

O Marcelo deixa claro para nós jogadores, e para vocês da imprensa também, que ele está em busca de uma formação.

Na terça-feira (12), em sua entrevista coletiva, o técnico Marcelo Oliveira já acenou com a dupla de ataque formada por Borges e Dagoberto para a partida de domingo (17), contra o Boa Esporte, às 16h, no estádio Dilzon Melo, em Varginha, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro. E, ao que tudo indica, esta deve ser mesmo a formação ofensiva para a partida.
Nesta quinta-feira (14), Borges, que entrou no segundo tempo do jogo do último domingo (10), contra o Araxá, e marcou dois gols na vitória de 3 a 2, falou sobre a expectativa de voltar a atuar ao lado de Dagoberto, reeditando a parceria de sucesso que fizeram no São Paulo. “Primeiro, eu estou muito feliz por voltar a jogar, por poder ajudar a equipe no jogo anterior com gols. Agora estou tendo a oportunidade de iniciar o trabalho na equipe de cima, junto com o Dagoberto, com quem joguei mais de três anos. Esperamos que, assim como foi no São Paulo, onde conquistamos títulos, a gente possa conquistar aqui no Cruzeiro, que é o nosso momento atual, e a gente sabe da necessidade do Torcedor de ver o time ganhar títulos”.
Perguntado sobre o segredo para que a dupla conseguisse vitórias e títulos no clube paulista, Borges receitou trabalho e falou sobre o elenco cruzeirense, com boas opções para o técnico Marcelo Oliveira e o mais importante, o bom ambiente criado na Toca da Raposa II. “Muita dedicação, muita vontade de vencer, de sempre saber da responsabilidade que é atuar em uma equipe grande, da necessidade de conquistar títulos, e o momento é de fazer tudo isso novamente aqui. Um fator importante aqui no Cruzeiro é que não tem tido vaidade, todo mundo está correndo e se dedicando, não tem “estrelismo. Então, a gente espera que dentro de campo nós possamos conseguir os objetivos”.
Por fim, Borges comentou sobre o entrosamento que já tem com Dagoberto, pelos tempos em que atuaram juntos. “O Marcelo deixa claro para nós jogadores, e para vocês da imprensa também, que ele está em busca de uma formação. Claro que a gente tem o fator positivo de ter jogado juntos por três anos seguidos, mas têm muita gente boa aqui no elenco, muitos jogadores que chegaram com muita qualidade, os meninos da base que estão buscando o espaço deles, por exemplo. É como eu falo, quem tiver jogando tem que estar atento e procurar não dar brecha, senão vem outro e pega o lugar”.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.