segunda-feira, 21 de Julho de 2014 11:50h

Marcos de Mendonça: a elegância e o estilo clássico do primeiro goleiro da Seleção

Marcos de Mendonça foi o primeiro goleiro da Seleção Brasileira e, até os dias atuais, o mais jovem a vesxtir a camisa 1 do Brasil, Ele tinha 19 anos quando disputou ou primeiro jogo, contra o Exeter City.

Marcos de Mendonça foi o primeiro goleiro da Seleção Brasileira e, até os dias atuais, o mais jovem a vesxtir a camisa 1 do Brasil, Ele tinha 19 anos quando disputou ou primeiro jogo, contra o Exeter City, da Inglaterra em 21 de Julho de 1914, o que fez como goleiro titular por nove anos, conquistando os campeonatos sul- americanos de 1919 e 1922 .

Marcos iniciou carreira futebolística com apenas 13 anos, em 1907, no Haddock Lobo, antigo clube do bairro da Tijuca, que logo viria a se fundir com o América Futebol Clube. Defendeu as cores americanas até 1913, quando conquistou o título carioca. Contudo, devido a divergências com os diretores do alvirrubro, transferiu-se para o Fluminense no ano seguinte – o clube de seu coração -, de onde nunca mais sairia.Assim como outras dezenas de sócios e atletas do América, descontentes com a diretoria americana, Marcos se transferiu para o Fluminense em 1914, tendo sido seu goleiro titular até 1922. Em 127 jogos nesse período, sofreu 164 gols e foi tricampeão carioca em 1917/1918/1919.

Dono de reflexos apurados, grande sentido de colocação, estilo clássico e refinado, Marcos Carneiro, com seus 1,87m de altura, também chamava atenção pelo modo elegante como trajava o uniforme tricolor. Sempre ao final das partidas, curiosamente, as roupas do goleiro (camisa e calção brancos, este último preso à cintura com uma fita roxa, como na foto) ainda estavam praticamente limpas pelo simples fato de estar sempre bem colocado, o que fazia com que não precisasse se atirar muito ao chão.Muitos que acompanharam a carreira do atleta diziam que o mesmo arrasava os corações das mocinhas que iam acompanhar os jogos do tricolor carioca nas Laranjeiras. Com suas exibições primorosas, Marcos Carneiro de Mendonça acumulou fama e prestígio numa época em que jogar no gol era algo reservado aos menos hábeis com a bola nos pés.

Após encerrar a sua carreira, Marcos trabalhou como historiador e foi presidente do Fluminense, conquistando, como dirigente, o bicampeonato carioca em 1940/1941.

MARCOS DE MENDONÇA – GOLEIRO

Nome: Marcos Cláudio Filipe Carneiro de Mendonça.

Nascimento: 25/12/1894, Cataguazes (MG). 

Falecimento: 19/10/1988, Rio de Janeiro (RJ). 

Clubes em que jogou:

Haddock Lobo (RJ) (1910 - 1911); América (RJ) (1911 - 1914); Fluminense (RJ) (1914 - 1922 e 1928).

Pela Seleção Brasileira:

16 jogos, 9 vitórias , 5 empates , 2 derrotas , 12 gols sofridos.

Títulos:

Copa Rocca (1914), Campeonato Sul-Americano (1919 e 1922).

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.