sexta-feira, 3 de Agosto de 2012 13:15h Gazeta do Oeste

Maria Suelen resiste bravamente, mas perde bronze a 44s do final

 A primeira disputa de medalha do Brasil no dia não terminou em festa. Maria Suelen Altheman resistiu o quanto pôde no combate com a heptacampeã mundial Wen Tong, mas sofreu uma imobilização decisiva a 44s do final e perdeu o bronze entre os pesos-pesados femininos (acima de 78kg) nas Olimpíadas de Londres 2012.

 

 A adversária de Altheman era uma gigante da categoria: a chinesa Wen Tong, que apenas momentos antes, vira uma invencibilidade de cinco anos, viva desde fevereiro de 2007, cair nas semifinais, frente a cubana Idalys Ortiz. Sete vezes campeã mundial e medalhista de ouro nas Olimpíadas de Pequim 2008, Tong chegou a ser suspensa por dois anos em 2010 por uso de doping no Mundial de 2009, mas a punição foi retirada pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) por erro de procedimento após pedido da amostra B.

 

 

Altheman não se intimidou com o currículo da adversária e partiu para cima. A chinesa se jogava, tentando forçar que a luta fosse para o chão, onde é especialista. A brasileira, todavia, não arriscava nada, e a técnica Rosicleia Campos berrou: "Vamos ficar mais agressivas! Você tem força!"

 

Tong continuou entrando em sua frente e Altheman sofreu seu primeiro shido (advertência) por falta de combatividade com 2m50s restando. A brasileira, porém, não conseguia encontrar espaços, e a chinesa começou a assustar com suas entradas. Numa delas, a paulista caiu de bruços, defendendo-se de uma pontuação contrária. Com 1m20s para o fim, Altheman enfim tentou uma entrada, mas Tong se defendeu. A 44s do final, o golpe decisivo: Tong pegou o braço da brasileira, encaixou uma chave e a paulista bateu em desistência, configurando um ippon para a chinesa.

 

 

- Foi uma falha minha. Estou super chateada. Não tem como explicar o que estou sentindo. Eu perdi nas quartas, mas a chinesa era favorita e perdeu nas semifinais também. Apesar da minha derrota, acho que não foi tão ruim - se conformou Altheman ao final de sua primeira participação olímpica.

 

 

 

 

 

 

 

 

G1

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.