quarta-feira, 7 de Novembro de 2012 05:46h Gazeta do Oeste

Martinuccio quer a torcida ao lado do Cruzeiro

O meia argentino Martinuccio destacou a importância do apoio irrestrito da torcida cinco estrelas na partida do próximo domingo, às 19h30, contra o Bahia, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O meia argentino Martinuccio destacou a importância do apoio irrestrito da torcida cinco estrelas na partida do próximo domingo, às 19h30, contra o Bahia, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O jogador relevou os aplausos a Neymar. “No jogo contra o Santos, a torcida ficou brava, mas compreendo ela. Contra o Bahia, de qualquer jeito, se levar gol ou fazer, a torcida tem que apoiar até o final. O Cruzeiro precisa vencer”, disse. “Sei que a torcida não sabe o que passa pela cabeça do jogador. Se vaia, pode tirar a confiança de alguns jogadores. Mas se o jogador tem boa cabeça vai jogar. Acho que a torcida tem que ajudar até o final, principalmente na situação não boa do time”, completou.

 


De acordo com ele, os atletas da equipe celeste se sentem bem mais tranquilos em campo quando o torcedor da Raposa joga junto com o time. “O time tem que vencer de qualquer jeito. A torcida tem que apoiar, o time jogando bem ou mal, até o time vencer. Sabemos que a torcida quer que o time ganhe. Não estou dizendo que a torcida não está ajudando, só peço para que apoie até o fim da partida, até que ganhe. O time fica tranquilo com o apoio da torcida”.

 


Para Martinuccio, o Cruzeiro precisa vencer o Bahia para quebrar a sequência negativa que atravessa e assegurar uma das vagas na Copa Sul-Americana em 2013. “A partida contra o Santos já passou e agora temos que pensar nos três pontos contra o Bahia, rival direto. Precisamos conseguir os três pontos de qualquer maneira, não importa se jogando bem ou mal. Temos que ganhar de qualquer jeito, porque esperamos fechar o ano levando o Cruzeiro à Sul-Americana”, comentou.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.