quarta-feira, 4 de Julho de 2012 16:23h Luciano Eurides

Mesmo elogiado Giovanni deixa o time titular

A boa atuação do goleiro Giovanni diante do Grêmio não deve ser o suficiente para manter o jogador na meta atleticana. Na última sexta-feira o Atlético anunciou a contratação de Victor, que estava no Tricolor Gaúcho e, segundo o técnico Cuca, chega para ser titular do Galo.

 


O treinador alvinegro elogiou a atuação e a postura profissional de Giovanni, que para o Cuca vai deixar a camisa 1 do Galo como homem. “Giovanni teve uma atitude profissional exemplar e sai na condição de homem, de decência total. Deixei a posição na mão dele. Falei para o Chiquinho (preparador de goleiros) que o Giovanni jogando, faria a sétima partida. Ele se dispôs a jogar. Fez o melhor jogo no Galo. Fez uma boa partida. E além de tudo, é bom goleiro, grande caráter e profissional. Mostrou isso”, disse.

 

Mesmo elogiando Giovanni, Cuca não deixa dúvidas sobre a titularidade de Victor. No próximo domingo, o Atlético vai enfrentar a Portuguesa no Independência, e já nesta partida o Galo terá um novo goleiro. Para Cuca o Galo vinha sofrendo há muito tempo com a posição, e por isso, não quer esperar para escalar Victor. “Vem para jogar. Domingo ele joga. Na mesma condição temos o Giovanni e o Renan. O cargo de goleiro não é fácil. Tem uma tolerância zero com eles. Victor chega nessa condição, para dar um suporte e uma acalmada ainda maior no torcedor. Veio para ser titular e não adianta ficar adiando”, comentou.

 

Satisfeito com a vitória do Atlético-MG fora de casa, contra o Grêmio por 1 a 0, o técnico Cuca fez questão de enaltecer os jogadores atleticanos, que mostraram personalidade para suportar a pressão gaúcha e ainda tiveram chances para conseguir uma vitória por maior diferença. Segundo Cuca, no triunfo alvinegro todos os ingredientes necessários de um grande jogo estiveram presentes, e o treinador ainda destacou a qualidade técnica do Galo na partida “Teve todos os ingredientes, inclusive qualidade técnica também. No segundo tempo, perdemos três ou quatro gols na cara do goleiro, que fez uma grande partida também, do contrário teríamos definido antes. O Atlético está de parabéns pelo jogo que fez. Foi uma segunda etapa preciosa”, analisou.

 

Com a vitória diante do Grêmio, o Atlético assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro com 16 pontos, mesma pontuação do Vasco, mas o Galo leva vantagem nos critérios de desempate. Para o técnico Cuca, o time tem que manter os pés no chão, mas o treinador frisou que o time atleticano tem que se acostumar a ser líder. “Buscamos a liderança e temos que ter humildade, pés no chão e trabalhar ainda mais essa semana porque a gente não pode se enganar. O campeonato é longo, é muito gostoso estar na liderança, mas a gente tem que se acostumar a isso e não fazer disso uma coisa do outro mundo”, disse.

 

Cuca ainda explicou o motivo de ter optado por oscilar o meia-atacante Danilinho e o volante Serginho na lateral direita atleticana, deixando Marcos Rocha, que é lateral de ofício, no banco de reservas. “O Serginho jogou para preencher meu meio-campo. O Grêmio joga com um losango. Se eu jogar só com três no meio-campo, eu perco o jogo. Serginho encorpou bem e fez uma partida preciosa. Mas Marcos Rocha é tão titular quanto ele”, afirmou.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.