quinta-feira, 7 de Julho de 2016 14:04h

Messi é condenado a 21 meses de prisão por sonegação de impostos

Lionel Messi e seu pai, Jorge, foram condenados a 21 meses de prisão por fraude fiscal

A decisão veio nesta quarta-feira, durante audiência em Barcelona, de acordo com o jornal catalão "El Periódico".

Como não tem antecedentes criminais e a pena é inferior a 24 meses, Messi e seu pai não precisarão cumprir o período de punição dentro da prisão. Segundo a Justiça da Espanha, o jogador poderá pedir por uma espécie de 'troca'. Com isso, seu período de detenção seria substituído por uma multa em dinheiro.

 

 

Além disso, Messi foi multado em 2 milhões de euros (R$ 7,3 milhões) pelo fisco espanhol.

O atacante argentino foi julgado por ter sonegado mais de 4 milhões de euros (R$ 14,6 milhões) em direitos de imagem relativos aos anos de 2007, 2008 e 2009.

Ainda de acordo com o fisco, Messi ocultou impostos criando empresas de fachada em países como Uruguai, Belize, Suíça e Grã-Bretanha. 

 

 

Além de Messi, Mascherano - condenado a um ano de prisão -, Neymar e Daniel Alves foram outros jogadores que tiveram problemas com o fisco catalão em tempos recentes. A sentença foi divulgada nesta quarta e poderá ser recorrida no Supremo Tribunal da Catalunha.

Através de nota, o Barcelona demonstrou apoio ao seu camisa 10:

"O FC Barcelona expressa todo seu apoio a Leo Messi e seu pai, em relação à condenação por fraude fiscal que lhes foi ordenada pela Audiência Provincial de Barcelona.

O clube, em concordância com os critérios expressados pelo Ministério Fiscal, considera que o jogador, que já regularizou sua situação com a Agência Tributária espanhola, não tem nenhum tipo de responsabilidade penal em relação com os fatos deste procedimento.

O FC Barcelona continua à disposição de Leo Messi e de sua família, para apoiá-lo em todas as iniciativas que decida tomar na defesa de sua honra e legítimos interesses”.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.