sexta-feira, 4 de Novembro de 2011 18:12h Atualizado em 7 de Novembro de 2011 às 13:10h. Dácio Fernandes

Minas pode ser o único estado a ser campeão nas quatro divisões

Minas Gerais poderá ser, com o Tupi, o único estado campeão em todas as quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Já garantido na Série C do ano que vem, jogando no Estádio dos Amaros, em Itápolis, quarta-feira à tarde, o time não tomou conhecimento do Oeste e aplicou 3 a 0 no time da casa, jogo de ida das semifinais da Série D. Facilitou sua classificação à final diante do Santa Cruz, podendo trazer para o Estado a taça nunca conquistada por uma equipe mineira.

 

 

O objetivo principal do clube de Juiz de Fora na Série D já havia sido conquistado, domingo, no Estádio Jonas Duarte, em Anápolis, no empate por 2 a 2 com a Anapolina, somado à goleada por 4 a 1, três dias antes, carimbando o passaporte para a Terceira Divisão. Assim, no ano em que vai celebrar 100 anos de sua fundação, disputará a competição na qual esteve pela última vez em 2008, temporada em que foi campeão da Taça Minas Gerais. Naquela época, o alvinegro não passou da primeira fase: ficou em terceiro lugar, com sete pontos ganhos em seis jogos, no Grupo 13, que tinha o Ituiutaba, atual Boa (14 pontos), Noroeste de Bauru (oito) e Mirassol (quatro).

 

Após a confirmação do acesso, a equipe da Zona da Mata demonstrou que quer mais, ao aplicar os 3 a 0 no time da casa, gols do volante Marcel, do lateral-esquerdo Augusto e do ala direito Marquinhos, deixando os comandados do técnico Ricardo Drubscky próximos da final com os pernambucanos, que vêm de classificação sobre o Cuiabá.

 

 

No jogo de volta, domingo, às 17h, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, até com uma derrota por dois gols de diferença o Tupi se garante na decisão da competição nacional iniciada com 40 equipes. Vitória de 3 a 0 do Oeste leva a decisão para a disputa de pênaltis, placar improvável pelo retrospecto do Galo como mandante na Série D: em seis jogos, foram cinco vitórias e um empate. Na fase de grupos, empatou com o Tocantinópolis (0 a 0) e depois venceu Anapolina (3 a 1), Gama (1 a 0) e Itumbiara (1 a 0). Nos dois mata-matas que confirmaram o acesso, duas boas vitórias em Juiz de Fora: Volta Redonda (4 a 2), jogo de volta das oitavas de final, e Anapolina (4 a 1), primeiro duelo pelas quartas de final. Numa campanha de 13 jogos, o Tupi soma sete vitórias, três empates e três derrotas, com 23 gols marcados e 14 gols sofridos.

 

SUPERAÇÃO

 

Assim, caso confirme a vaga para a final e supere o Santa Cruz, o Tupi fará com que Minas seja o único entre os 26 estados brasileiros (mais o Distrito Federal) a ter campeões nas quatro divisões. Na principal, oficializada a partir de 1959, Minas foi campeã três vezes: duas com o Cruzeiro (Taça Brasil de 1966 e Campeonato Brasileiro de 2003) e uma com o Atlético, que faturou o título em 1971. A Raposa ainda soma os vices de 1969 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa), 1974, 1975, 1998 e 2010, enquanto o Galo ficou em segundo em 1977, 1980 e 1999.

 

Na Série B, disputada desde 1971, Minas Gerais é tetracampeã: Villa Nova (1971), Uberlândia (1984), América (1997) e Atlético (2006). Em 2007, foi vice com o Ipatinga. Na Série C, inaugurada em 1981, o futebol mineiro soma apenas a conquista de 2009, quando o América faturou a taça após final com o ASA de Arapiraca-AL. Bateu na trave em cinco ocasiões: duas com o Uberlândia (Módulo Azul da Copa União de 1987 e Módulo Verde/Branco da Copa João Havelange de 2000), e uma com o Esportivo de Passos (1988), América (1990) e o Ituiutaba (2010).
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.