quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011 11:32h

Mineirão falta um ano, Independência quase pronto

Falta um ano para o fim das obras do Mineirão. O novo estádio estará pronto em 21 de dezembro de 2012 e será palco da Copa das Confederações, em 2013, com três jogos, e da Copa do Mundo de 2014, com seis partidas.

 

“A reabertura do estádio vai representar um momento histórico em Minas Gerais. Isso porque o Mineirão é um dos templos mais sagrados do futebol brasileiro, bem como será uma das arenas mais modernas do país. Sua memória estará preservada tanto no coração do torcedor, como também no futuro museu dedicado ao futebol, que vai abrigar a história dos maiores espetáculos e protagonistas dessa paixão nacional”, diz Sergio Barroso o secretário de estado extraordinário da Copa do Mundo,
Para o diretor-presidente da empresa Minas Arena, responsável pelas obras do estádio e, posteriormente, pela operação, o momento é de orgulho. “Trabalhamos muito em 2011 para que o empreendimento seja executado conforme o previsto. Falta pouco para podermos unir a tradição dos belo-horizontinos a um estádio moderno. Tenho certeza de que o Mineirão será motivo de alegria e orgulho para todos”, diz Ricardo Barra.

 

Inaugurado em 5 de setembro de 1965, o estádio começou a ser modernizado em janeiro de 2010. Atualmente, as obras se encontram na terceira e última etapa. Foram concluídas várias intervenções nesse período, mantendo a fachada como um dos bens tombados pelo Patrimônio Histórico. Entre as obras de maior destaque estão o rebaixamento do campo em 3,4 metros, a conclusão das demolições estabelecidas nas áreas interna e externa e a doação do gramado e cadeiras. O trabalho de fundação nas áreas externas e internas também está na reta final.

 

 

O novo estádio terá 64 mil lugares com 100% de visibilidade. Parte deles estará concentrada na nova arquibancada inferior, que vai aproximar o torcedor do campo. Cerca de 15% de sua estrutura já foi construída. Na parte externa, uma esplanada de 80 mil m2 está em fase de execução. Será um espaço para a prática de lazer com capacidade para 65 mil pessoas. Até este mês, 25% das peças pré-moldadas dessa área já foram instaladas. Atualmente, 1.500 operários trabalham na obra.


Independência


O Independência, no bairro Horto, região leste da capital mineira, está na reta final da reforma. O gramado, por exemplo, foi plantado há cerca de um mês e, em pouco mais de trinta dias, as cadeiras já deverão estar posicionadas nos três níveis de arquibancada. Em março, o estádio deverá receber jogos do Campeonato Mineiro, que começa no fim de janeiro. Antes, porém, quem fará a estreia do ‘Novo Independência’ é a Seleção Brasileira, no fim de fevereiro. Todos esses prazos são garantidos pelo Governo de Minas, que será o responsável por administrar a arena. O secretário Sérgio Barroso, da Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), se mostra empolgado com o andamento da reforma.
Já o secretário de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, fez questão de lembrar que, além da disputa de partidas de futebol, o Independência será uma arena multiuso.

“ Essa obra vem para a parte artística, cultural, com shows. Por isso fazemos a obra com tanto zelo, ainda mais que a gestão será nossa”

Carlos Melles também comentou sobre as medidas que estão em estudo para melhorar o acesso no entorno do estádio, que está em uma área residencial de Belo Horizonte.

- Já tem estudos dessa forma, inclusive com fechamento de ruas, com assuntos de mobilidade. Belo Horizonte é muito atrasada nesse assunto, que é o grande problema da cidade e região metropolitana. Estamos estudando várias alternativas. O metrô será a grande solução. Depois os BRT’s integrados ao metrô. Aqui é uma arena central, mas temos que melhorar o acesso à região do estádio.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.