quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2013 10:29h Ascom – Ministério do Esporte

Ministro do Esporte faz homenagem póstuma a Chico Anysio no Rio de Janeiro

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, homenageou nesta quarta-feira (20.02), no Rio de Janeiro, o ator, humorista e escritor Chico Anysio, falecido em 23 de março do ano passado. Grande apaixonado por esporte, Anysio eternizou com seus personagens figuras do futebol, como Coalhada, Meinha e Azambuja.

Em nome da presidenta da República, Dilma Rousseff, o ministro entregou à viúva de Chico, Malga Di Paula, a Medalha do Mérito Esportivo. Já o secretário executivo do ministério, Luis Fernandes, ofereceu uma placa ao ator Bruno Mazzeo, filho do humorista.

A cerimônia foi realizada no Estádio de São Januário, sede do Vasco da Gama, time de coração de Chico Anysio. Estiveram presentes também o secretário nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor do Ministério do Esporte, Toninho Nascimento, o presidente do Vasco, Roberto Dinamite, o presidente do Conselho de Beneméritos do clube carioca, Eurico Miranda, e o diretor-executivo do Palmeiras, José Carlos Brunoro.

Além da Medalha do Mérito Esportivo, a família de Chico Anysio foi surpreendida com um presente do Palmeiras. Brunoro e Aldo Rebelo (torcedor do clube paulista) entregaram uma medalha do antigo estádio Palestra Itália, bandeiras e a camisa do alviverde.

"Na sua genialidade, na sua capacidade de criação, Chico Anysio era muito brasileiro. Desenvolveu personagens do coronel nordestino aos gaúchos, cariocas e paulistas", definiu o ministro do Esporte.

"Com a sua arte, Chico tratou de acolher personagens como o Coalhada, o Meinha e tantos outros. Nosso gênio do humor soube expressar a paixão do brasileiro pelo futebol", afirmou Aldo Rebelo.

Já o secretário Luis Fernandes reforçou a importância de Chico Anysio para a construção da identidade cultural do país.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.