sexta-feira, 24 de Agosto de 2012 09:57h Gazeta do Oeste

Morre Félix, o goleiro do tri mundial

Félix, o Félix Mielli Venerando, nasceu em São Paulo-SP, no dia 24 de dezembro de 1937 e faleceu no dia 24 de agosto de 2012, às 07h00,  aos 74 anos, no Hospital Vittoria, no Jardim Anália Franco, na Zona Leste, em São Paulo, em decorrência a um efisema e posterior a várias paradas cardiorrespiratórias.

 

 

Começou a carreira no Nacional AC, da capital paulista, passou pelas divisões de base do Juventus da Mooca, de 1951 a 1954, e pelos profissionais da Portuguesa de Desportos, entre 1955 e 1968, e do Fluminense, entre 1968 e 1977.

 

Nosso saudoso goleiro em 70, foi diretor comercial da funilaria Liar Especial Car, no milionário Jardim Anália Franco (Av. vereador Abel Ferreira nº 1.000). A empresa era de seu genro Angelo Cardoso Coelho, casado com Lígia, uma das três filhas do ex-goleiro.

 

 

Os últimos dias de sua vida o ex-goleiro viveu em São Paulo e coordenou uma escolinha de futebol comunitário, voltada para as crianças carentes, além de passar toda a sua experiência dentro e fora dos gramados  em  palestras para empresas e faculdades. Em 2007, trabalhou como diretor técnico da Inter de Limeira, que disputou a Série A2 do Campeonato Paulista.

 

Os principais títulos de Félix em sua vitoriosa carreira foram: Carioca e Taça Guanabara, em 1969, cinco estaduais (1969, 71, 73, 75 e 76), Taça de Prata pelo Fluminense, em 1970, e pela Seleção Brasileira, o bi-campeonato da Copa Rio Branco, em 1967/68, e o tricampeonato mundial no México, em 1970.

 

 

 

 

 

 

 

BLOG TERCEIRO TEMPO


 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.