quinta-feira, 24 de Outubro de 2013 09:53h

Mundial sub-s17

Abner não joga mais na competição

Durante a partida entre Brasil e Honduras, nesta quarta-feira, pelo Mundial Sub-17 dos Emirados Árabes, o lateral-esquerdo Abner sentiu um contusão e não terá mais condições de jogo na competição. O lance aconteceu ainda no primeiro tempo, e o jogador, após o apito final, foi diretamente para uma clínica realizar exame de ressonância magnética, que confirmou a lesão.

- O Abner fez um movimento rotacional com o joelho esquerdo e sentiu a dor na hora. Fizemos prontamente um tratamento analgésico com gelo e, em seguida, fomos para a clínica. O exame de ressonância magnética confirmou uma lesão ligamentar e ele não terá mais condições de jogo - explicou o médico Paulo Forte.

Assim que foi informado do resultado do exame, o técnico Alexandre Gallo chamou Abner para comunicá-lo da situação. Apesar de abalado pela lesão, o lateral-esquerdo pediu para continuar com o grupo enquanto o Brasil estiver na competição.

- Pedi para ficar, pois sei que posso ajudar de outra maneira. Quero contagiar o grupo ainda mais com minha alegria e fazer parte dessa campanha mais do que nunca - afirmou Abner.

Após consultar o médico Paulo Forte quanto à condição clínica para o jogador permanecer até o final da competição, Gallo pediu ao supervisor Roberto Valdemar para obter a concordância do Coritiba. Depois de consultar o setor administrativo do clube e o departamento médico, ficou definido, em comum acordo, que ele permanecerá.

- Um lesão como essa precisa de um tempo antes da cirurgia e também de um trabalho muscular específico pré-operatório. Em contato com o médico do Coritiba, ele me disse que não marcaria a intervenção antes de três semanas, que é o máximo de tempo que ficaremos nos Emirados. Sendo assim, esse tratamento inicial será feito aqui - comentou o médico da Sub-17, Paulo Forte.

Definida a permanência do Abner, o técnico Alexandre Gallo reuniu o grupo para comunicar a situação, tanto da lesão quanto do pedido do lateral. Ele se disse orgulhoso por trabalhar com jogadores desse nível de profissionalismo e caráter.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.