segunda-feira, 27 de Agosto de 2012 15:33h Gazeta do Oeste

Na busca pelo milésimo, Túlio será inscrito pelo Botafogo no Brasileiro

 O projeto "Túlio a 1000" carrega a ironia de ter sido divulgado num momento em que o Botafogo sofre com a falta de um centroavante. E o clube escancarou essa relação ao anunciar nesta segunda-feira que o jogador será inscrito no Campeonato Brasileiro. Existe a possibilidade - sem garantia - de que ele seja escalado no time principal quando estiver com 999 gols (atualmente tem 993), segundo suas contas. Até lá, será montado um grupo sub-23 para amistosos.

 

 

Os detalhes do projeto foram anunciados em uma entrevista coletiva em General Severiano. O primeiro jogo de Túlio com a estrela solitária no peito será contra o Tupi, no dia 15 de setembro, em Juiz de Fora (MG), reduto de torcedores alvinegros e local da terceira etapa do Feijão no Fogão 2012.

 

- É um projeto de marketing, mas o futebol vai ajudar. Vamos montar um time sub-23 com profissionais, e cada jogo será uma história a contar. O Túlio será inscrito e fará parte do elenco. Quando chegar ao 999, vamos nos reunir para decidir o que é melhor a ser feito - disse o diretor de futebol Sidnei Loureiro.

 

 Túlio disse que sua intenção é deixar os dirigentes à vontade, mas voltou a afirmar que sonha fazer o gol mil com passe do holandês Seedorf.

 

 

- Entendo a pressão da torcida, mas o projeto é outro. Quero deixar bem claro. Estou me preparando para jogar amistosos. O departamento de futebol está fazendo um trabalho bonito, e o Botafogo vai dar a volta por cima no segundo turno para buscar uma vaga na Libertadores. Quero que o milésimo seja no Engenhão, a casa do Botafogo. O passe pode ser do Andrezinho, do Seedorf... Isso, não dá para escolher. Mas acho que vai ser do Seedorf (risos) - afirmou o jogador, que foi carregado por torcedores e exibiu camisa entregue por um deles, do Botafogo-DF, com o número 1.000 às costas.

 

 Túlio preferiu não citar um adversário específico para o seu milésimo gol, apesar dos gritos de "Flamengo" da torcida no momento em que ele respondia.

 

 

- Para o torcedor, seria o Flamengo. Para mim, não posso escolher. O matador não pode perder oportunidade. Que seja o adversário que Deus mandar.

 

Assim como qualquer contratação, Túlio fará exames e avaliação física. Os treinos serão feitos com o time de juniores, mas não será incomum ver o artilheiro na atividade dos profissionais.

 

 Sempre irreverente, Túlio garantiu que estará em uma boa condição física para defender o Alvinegro novamente.

 

 

- Não vou estar tanquinho como Seedorf, mas vou chegar perto - avisou.

 

Túlio espera que a contagem regressiva rumo aos mil gols não vire uma novela e se mostrou feliz por ter os seus - polêmicos - cálculos adotados pelo Botafogo. No ano passado, o GLOBOESPORTE.COM mostrou havia um superfaturamento de gols e que o jogador incluía alguns apenas recorrendo à memória.

 

 

- Desde a barriga da minha mãe vim com este propósito, está no meu DNA. Em 1999, pelo Cruzeiro, marquei meu gol número 500. Calculei fazer mais 500 em dez anos, mas errei a conta por pouco. Só vou fechar em 2012. Os números falam por si só. O Botafogo adotou a minha contagem, e isso vale demais.

 

 Depois de Juiz de Fora, Túlio deve fazer uma verdadeira excursão pelo país, principalmente pelas regiões Nordeste e Norte. O vice-presidente de marketing Marcelo Guimarães informou que as datas serão divulgadas apenas quando os contratos estiverem assinados. Haverá patrocinadores específicos em cada jogo. A doação de alimentos será incentivada, e o clube pretende leiloar camisas e a bola.

 

 

- O primeiro jogo será contra o Tupi, que está no ano do seu centenário. Será uma grande festa, com casa cheia. Vamos levar o espírito alvinegro para lá. Depois vamos circular pelo país. Já temos pré-agendados: Brasília, João Pessoa, Maceió, Belém, Manaus e Rio Branco. A agenda é apertada, mas ainda há possibilidade de contratação de novos amistosos. O contato pode ser pelo e-mail tuliomaravilha@botafogo.com.br.

 

 O evento contou com a participação de torcedores animados, que desde antes da chegada do artilheiro já cantavam "Túlio Maravilha, nós gostamos de você/ Túlio Maravilha, faz mais uma a gente ver". Foi em General Severiano que Túlio atingiu o ápice de sua carreira e alcançou sua idolatria com muita irreverência e gols. A principal conquista foi o Brasileiro de 1995.

 

 

- É a minha última apresentação oficial. Não poderia ser melhor. Sou Botafogo de coração, aprendi a gostar. Tive garra, paixão, empenho, construí uma história bonita. Voltar a General Severiano é um orgulho. Estou feliz demais. Aqui é minha casa. Quero fazer o milésimo e dizer que minha trajetória está completa. Tenho 43 anos e o mesmo amor de quando cheguei, em 1994.

 

O clube também lançou uma linha de produtos comemorativa para a corrida pelo milésimo, que tem, entre outras coisas, camisas, canecas e bonés.

 

 

 

 

 

G1

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.