sexta-feira, 19 de Outubro de 2012 16:04h Gazeta do Oeste

Na primeira divisão do Paulista em 2013, Penapolense quer Fábio Costa

Fora dos planos do Santos, o goleiro Fábio Costa pode voltar a atuar em 2013. Isto porque, o Penapolense, que garantiu neste ano vaga para a Série A-1 do Campeonato Paulista da próxima temporada, está interessado em sua contratação, por empréstimo, até o fim do Estadual.

O time de Penápolis negocia com o Peixe e espera concluir a negociação envolvendo o experiente arqueiro, de 34 anos, em breve.

O Penapolense vem mantendo conversas com os santistas, através do diretor de futebol do clube do Interior, Paulo de Carvalho, ex-diretor das categorias de base do Alvinegro Praiano. Carvalho esteve à frente do cargo em 2010, primeiro ano da gestão do atual presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.

Por conta dessa proximidade com a cúpula santista, Paulo de Carvalho tem as negociações em estágio avançado com o Peixe. No entanto, o Penapolense ainda não iniciou as conversas com os representantes de Fábio Costa.

O maior empecilho para uma possível transferência do veterano goleiro para o Interior Paulista é o seu salário. Mesmo sem jogar na Vila Belmiro, Fábio Costa recebe cerca de R$ 150 mil mensais, valor considerado muito elevado pelo Penapolense, que deve se dispor a arcar com apenas parte do pagamento. Neste caso, os alvinegros completariam o restante.

Vale lembrar que o jogador não participa de uma partida oficial desde setembro de 2010, quando ainda defendia o Atlético, por empréstimo. Neste ano, Fábio Costa vem mantendo a forma treinando em horários separados do restante do elenco.

Em maio deste ano, o arqueiro se envolveu em um acidente de trânsito, no qual estava no banco do passageiro na colisão entre um Troller amarelo e um caminhão no Km 515 da Rodovia Rio-Santos em direção a Angra dos Reis. Fábio Costa sofreu uma luxação no ombro, porém, o motorista Fernando Amâncio de Carvalho morreu no local.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.