terça-feira, 17 de Maio de 2011 10:14h Atualizado em 17 de Maio de 2011 às 10:32h. Luciano Eurides

Nacional perde para o Ituiutaba, mas comemora o acesso

O Nacional de Nova Serrana não conseguiu a vitória por 3x0, como precisava para sair campeão do módulo II do Campeonato Mineiro. A decisão foi na manhã do último sábado, no Astrogildo Duarte, em Nova Serrana. A vitória do Ituiutaba por 3x2 não tirou a alegria do torcedor neoserranense pelo acesso ao módulo I da principal disputa do Estado.


O Boa, como passa a ser chamado, saiu na frente com um gol marcado por Olívio logo aos 4 min do primeiro tempo. Todo o time do Nacional reclamou de impedimento, mas o árbitro Igor Benevenuto, atendeu ao auxiliar Guilherme Camilo e mandou o lance seguir.


O time da casa não se intimidou e chegou ao empate aos 19 min, numa falha gritante do goleiro Luiz Fernando. Beto cobrou falta da direita, e o arqueiro soltou a bola nos pés do atacante Marcinho, que não teve trabalho para mandar a bola para o fundo da rede.


Aos 40 min, Júlio César penetrou pelo meio e tocou no canto direito, sem chances para Axel, colocando o Boa novamente em vantagem. Mas o placar não durou até o intervalo, pois, aos 44 min, Thiago Carvalho derrubou Marcinho na área e Beto aproveitou a cobrança de pênalti.


O Boa voltou a campo pressionando, mas o gol só saiu aos 40 min, com Maranhão, que garantiu a vitória e a festa com direito a volta olímpica, pódio e troféu.


O capitão do Búfalo, o zagueiro Henrique, acredita ter faltado futebol na primeira partida da decisão. “Não perdemos o jogo aqui, perdemos em Varginha. Chegamos com o desejo de ser campeões, mas com o sentimento de dever cumprido”.


O divinopolitano Marcelinho conseguiu em três temporadas como profissional, três acessos e está feliz da vida. “Graças a Deus mais um acesso, a derrota não apaga o que foi feito durante a competição. Tenho de agradecer a Deus e o trabalho sendo bem feito”, falou o atleta que tem um ano de contrato com a equipe.

 

 

O FENÔMENO EUGÊNIO


O treinador Eugênio Souza consegue o quarto acesso. Foram Itaúna, Guarani e dois com o Nacional. Segundo o comandante técnico é resultado de muito trabalho. “Dedicação, bem acompanhado, com gente de competência do lado, fazendo grupo de atletas de qualidade. O fenômeno é ter muita lealdade com os atletas e dando uma melhor condição para eles. A virtude é essa”, disse.


As últimas partidas não refletiram a campanha do time. Talvez o acesso tenha acomodado. “Nós queríamos ser campeões, inconscientemente demos uma relaxada e perdemos a decisão, o grupo é de qualidade,  sucesso e veremos o que virá pela frente”, comentou e ainda falou sobre a oportunidade de dirigir um grande clube do Brasil. “É bom conquistar e estar na ponta para ser contratado. Quero sempre trabalhar em um lugar onde tenha uma condição boa e feliz por estar nessa situação e quem sabe dar um passo a mais e analisaremos”, finalizou.


PREFEITO FELIZ


O prefeito municipal de Nova Serrana, Paulo César de Freitas, garantiu ser a meta chegar à primeira divisão. “E chegamos. O nosso time não jogou bem em Varginha e sofremos as consequências. Vamos preparar o time para a Taça Minas Geral e depois para a primeira divisão”, disse e comentou os investimentos feitos no esporte em benefício do município. “O esporte engloba nossas prioridades que são ainda saúde, segurança e educação. Esse apoio do Cruzeiro e outros fazem esse sucesso”, falou e garantiu ser a divulgação da cidade e a socialização os pilares desse projeto. “Tiramos os jovens da rua, reunimos famílias no estádio, hoje temos índices melhores na segurança e isso com o esporte somado a um efetivo policial maior e a divulgação da cidade no esporte como é no calçado”, falou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.