segunda-feira, 27 de Agosto de 2012 15:15h Gazeta do Oeste

Nacional vence Volta Redonda e garante classificação

O time mineiro vai enfrentar o Crac-GO. No entanto, as datas e horários dos confrontos ainda não foram divulgados pelo Departamento Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Separadas apenas por dois pontos na tabela de classificação do Grupo A6, da Série D do Brasileiro, Nacional-MG e Volta Redonda entraram em campo, na tarde deste domingo, na Arena do Calçado em busca de um resultado que carimbasse de vez a vaga para as oitavas de final da competição. Mesmo vindo de uma derrota e com um novo técnico, era transparente a tranquilidade e segurança dos mineiros em campo que confirmaram presença na próxima etapa após vencer o time do Rio de Janeiro por 3 a 2.

 

 

Com o resultado, o Nacional-MG encerrou a fase de classificação em segundo lugar, com 13 pontos. Jogando pelas oitavas, o time mineiro vai enfrentar o Crac-GO. No entanto, as datas e horários dos confrontos ainda não foram divulgados pelo Departamento Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

 


O Jogo

 

 

O Nacional-MG fez as honras da casa e começou atacando. Conseguiu descolar  um escanteio logo nos primeiros minutos da partida, mas Cláudio Luis mandou para fora. O Voltaço, que pela primeira vez joga em Nova Serrana, respondeu com uma investida perigosa com Rafael Amoroso. Aos quatro minutos, o Búfalo mostrou  que veio para o jogo e Maranhão, num contra-ataque de profundidade, tirou do goleiro, mas isolou para fora. Apesar de não concluir, o lance serviu para levantar a torcida dos “Bufaloucos”.  As chances não pararam,  Eder, alguns minutos depois, novamente deixou o time no “quase”. E foi do próprio Eder outro lance, menos de um minuto depois.

 

Em seguida,  Amoroso é quem deu trabalho. Mas, não finalizou com  qualidade.  Em um lance de falta, Kaleb, que está de volta ao elenco após passar um tempo no departamento médico, deixou a desejar no arremate.  O Búfalo comandou mais e, de tanto tentar, a grande chance veio.  Em uma bola cruzada e rasteira, Maranhão completou de “canhota”. A comemoração do camisa 9 veio em forma de coração para a torcida.

 

 Foi só abrir o placar, que a sorte melhorou para o Nacional-MG. Numa jogada rápida, aos 22 minutos, veio o segundo gol da partida. Eder recebeu na entrada da área, dançou, jogou na diagonal e aí foi só comemorar.  No entanto, quatro minutos depois, Kaleb recebeu um lance duro e acabou deixando o campo de maca. Com muita dor no ombro direito, o jogador  não voltou e foi  substituído por Luizinho.

 

 

O time de Volta Redonda tentou reagiu e conseguiu uma falta aos 28 minutos.  Myller tentou acertar o ângulo, mas mandou por cima do gol. Em seguida, uma jogada de Amoroso deu trabalho para o goleiro Glaysson. Mesmo o Voltaço crescendo, o placar aumentou foi para o Nacional-MG.  Na marca dos 34 minutos, Maranhão fez mais um. Ele quase não acreditou e correu muito para comemorar com os colegas do banco e a equipe técnica. No fim do primeiro tempo, os donos da casa ainda tiveram a chance de fazer o quarto gol, mas ficou só na vontade.

 


Segundo tempo

 

 

Mesmo perdendo, o Voltaço parecia não ter pressa. Voltou a campo buscando atacar, mesmo com a difícil missão de reverter o resultado. Aos 10 minutos, em uma dividida, Maranhão, autor de dois gols, precisou ser atendido pela equipe médica. Em seu lugar, entrou o o ídolo da torcida de Nova Serrana: Marcinho. E não demorou muito para o atacante oferecer perigo ao goleiro do Volta Redonda.

 

Porém, a sorte se voltou para o time do Rio de Janeiro, que aproveitou e diminuiu a diferença em um gol marcado aos 18 minutos. No bate rebate, Amoroso tentou, mas foi Vinicius o autor.  A equipe da Cidade do Aço mostrou que ainda estava viva no jogo. Quatro minutos depois, Myller surpreendeu e diminui o resultado.

 

 

Os visitantes começam a gostar do jogo, enquanto o Nacional-MG tentava esfriar. Com isso, por muito pouco não saiu o gol de empate, aos 28 minutos. Marcinho ainda tentou um lance individual, correu muito, mas perdeu a bola antes de concluir.  Para segurar o resultado, Moacir fez a última substituição colocando Arilton no lugar de Eder. No entanto, as duas equipes não concluíram com qualidade e deixaram o placar final em 3 a 2, em Nova Serrana.

 

 

 

 

 

 

 

 

G1

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.