terça-feira, 30 de Agosto de 2011 10:47h Luciano Eurides

Nadadores entram na reta final para índices

A natação reuniu no último sábado, os melhores nadadores da região, no Centro Esportivo Olímpico (CEO), em Carmo do Cajuru. Esta foi a penúltima oportunidade para índices do estadual de natação da Federação Aquática Mineira (FAM). A última será em outubro.


Os atletas tiveram de enfrentar algumas pequenas dificuldades. A primeira foi chegar a Cajuru, houve atrasos, o Lavras Tênis Clube (LTC) quase não teve tempo para se aquecer no início da manhã. O vento frio e a água quente dava um contraste interessante para avaliar as condições físicas, já que todas as delegações estão em pré-temporada.


Dentro da água os atletas tentaram passar para os treinadores os conhecimentos adquiridos na parte técnica, o físico ainda em evolução acabou neutralizando a velocidade e o resultado foi uma excelente oportunidade para se trabalhar a partir das avaliações feitas.


Os atletas do CEO, em uma parceria com o Divinópolis Tênis Clube (DTC) filmaram as apresentações para rever e corrigir, assim não repeti-los em outubro. Segundo Fernando Camargos, treinador da parceria Cajuru/Divinópolis o evento foi importante para ver e analisar o desenvolvimento físico e técnico dos atletas. “Temos muito a evoluir e esse é o ponto de partida. Em outubro os atletas estarão em situação de avaliação, inclusive nos tempos de prova e já buscando o campeonato nacional e estadual”, avaliou.


O treinador do Estrela do Oeste Clube (EOC), Bruno Tavares também viu de forma positiva as apresentações e em especial o mirim. “Pelo treinamento pesado para as competições de final de semestre, está bom. Essa etapa nos dá base para sabermos o necessário a ser feito no por vir. Os mais novos, que vão para o mirim e petiz, um trabalho desenvolvido pelo professor Roberto, neles temos uma expectativa muito boa”, considerou.
Francisco Nunes, treinador do Divinópolis Clube avaliou estar dentro do esperado e sem resultado ruim. “Estão dentro do tempo, os piores mantiveram o tempo, e muitos melhoraram. Isso é absolutamente dentro do esperado nessa fase do treinamento. Na semana que vem inicia-se os treinos de velocidade e então avaliaremos os resultados”, disse.


O atleta é sempre mais rigoroso com ele mesmo. Jardel, do CEO/DTC queria já as melhorias. “Nós treinamos pouco e pudemos nos esforçar muito com a orientação do Fernando. Cai um pouco o rendimento e quero treinar mais, melhorar ainda mais para outubro”, ressaltou.

 

COBRANÇA


As condições de treino, exemplos positivos, motivação e todas as ações fora da água refletem dentro da piscina. As cidades de Divinópolis e Carmo do Cajuru são historicamente celeiros de bons nadadores e ainda não apareceu aquele ídolo da atualidade. Para Jair Miranda, nadador que representou a cidade de Divinópolis internacionalmente é um momento difícil por falta de infraestrutura. “Já tivemos melhores tempos, vejo com muitas dores no coração, pois podíamos estar disputando em situações muito melhores. Divinópolis está deixando a desejar para cidades vizinhas, bem menores, com infraestrutura melhor. Temos de dar uma volta por cima na natação e outros esportes”, avaliou.

 

REVELAÇÃO


O professor Jair Miranda acompanhou Tiago Elói Gontijo, 10 anos, morador do bairro Interlagos e mereceu elogios do treinador. “Ele saiu do zero. Não sabia nadar e vem se destacando. Eu vejo com um bom futuro, essa é a segunda competição dele, e por insistência da família está inscrito, é um menino que vai dar o que falar”, garantiu.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.