quinta-feira, 28 de Julho de 2011 11:14h Site Cruzeiro

‘Não tomamos a iniciativa e pagamos por esse pecado’, diz Joel Santana

O técnico Joel Santana resumiu bem a atuação do Cruzeiro na derrota de 2 a 0 para o Atlético-GO, na noite desta quarta-feira, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, o time estrelado vacilou nos primeiros 20 minutos, quando deixou o adversário ditar o ritmo e pior, abrir o placar logo aos oito minutos.

 

“Quando você se comporta como nos comportamos nos primeiros 20 minutos, vai tomar o gol. O Cruzeiro é uma equipe que está acostumada a disputar a Libertadores, finais de campeonatos importantes. E, se comportando como aconteceu nos primeiros 20 minutos, você vai oferecer ao adversário a oportunidade de tomar a iniciativa e chegar ao gol. Poderíamos ter até empatado o jogo e chegar à vitória. Mas não fizemos o gol quando tínhamos que fazer, e acabamos levando o segundo. Uma equipe como a nossa tem que tomar a iniciativa. Não tomamos a iniciativa e pagamos por esse pecado”, disse o treinador.

 

Joel lamentou a forma como o time se portou no início da partida, mais ou menos como aconteceu na derrota de 2 a 1 para o São Paulo, no Morumbi, em São Paulo. Naquela oportunidade, o Cruzeiro começou melhor na partida, depois deixou o time paulista crescer e abrir o placar.

 

“Saio chateado. Diante do São Paulo tivemos o mesmo comportamento. Esperamos o adversário tomar a iniciativa e levamos o gol. A equipe saiu de uma partida brilhante (a vitória de 1 a 0 sobre o líder, Corinthians, no último domingo, no Pacaembu), e hoje as coisas não aconteceram como a gente queria. Mas tem muita coisa ainda pela frente. Não podemos nos empolgar demais com vitórias como a de domingo, e nem desanimar em derrotas como essa. E perdemos para o campeão de Goiás, temos que respeitar”.

 

Questionado sobre qual foi a diferença do Cruzeiro que venceu o Corinthians, no domingo, no Pacaembu, para o que perdeu para o Atlético-GO nesta quarta-feira, Joel Santana foi direto: “Decisão. Lá nós tivemos decisão, aqui não. Um time que não tem decisão, sofre isso. Mas vamos procurar endireitar a casa”.

 

No final da entrevista coletiva, o treinador do Cruzeiro disse que não pode desanimar, e que tem que trabalhar para o time voltar a somar pontos em sequência e brigar pelo título do Brasileirão. “Tem muito ponto pela frente. Se na 12ª rodada a gente achar que não tem mais chance de título, é melhor ficar lá na Toca treinando. Faltam muitos pontos, tem muita história para acontecer. Temos que ter equilíbrio e tranqulidade, saber dos jogadores o que aconteceu para não repetir”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.