quinta-feira, 16 de Julho de 2015 13:57h Da Agência Brasil

Natação brasileira tem noite de ouro no Pan com medalhas e quebra de recordes

Com três medalhas e o lugar mais alto no pódio, a natação brasileira teve uma noite de ouro nesta quarta-feira (15) nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá

Com três medalhas e o lugar mais alto no pódio, a natação brasileira teve uma noite de ouro nesta quarta-feira (15) nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, encerrada com uma emocionante vitória no revezamento 4 x 200 metros, em que superou  os Estados Unidos e o Canadá, nadando em 7m11s15 e estabelecendo o recorde pan-americano da prova, com a equipe formada João de Lucca, Luiz Altamir,  Thiago Pereira e Nicolas Oliveira.

O resultado da prova ainda depende de confirmação, porque o quarteto dos Estados Unidos, que chegou em segundo lugar e ficaria com a medalha de prata, foi desclassificado e teve a posição ocupada pelo Canadá. A desclassificação da equipe norte-americana foi motivada pelo uso de uma tala na mão esquerda de um dos nadadores, sem permissão da arbitragem, como exige o regulamento da natação.

Outra medalha de ouro foi conquistada por João de Lucca, nos 200 metros livre, com 1m46s42, novo recorde pan-americano, superando a marca de Brett Frase, das Ilhas Cayman, de 1m47s18. Nesta prova, Nicolas Oliveira terminou em quinto, com 1m47s8.

O terceiro ouro da natação brasileira neste segundo dia de provas foi de Thiago Simon, no nado de peito, com 2m09s82, também novo recorde pan-americano. A medalha de bronze ficou com outro brasileiro, Thiago Pereira, que  participou ainda do ouro no revezamento 4x200m livre e se tornou o maior medalhista brasileiro dos Jogos Pan-americanos, com 21 no total, superando a marca que pertencia a Gustavo Borges, com 19 medalhas em quatro edições do Pan.

Thiago Pereira acumula 14 medalhas de ouro, 3 de prata e 4 de bronze e poderá superar o ex-ginasta cubano Erik López,  que tem 22 e é o maior ganhador  de medalhas na história do Pan. Ao todo, o Brasil conquistou três medalhas de ouro e três de bronze, nesta quarta-feira, totalizando agora cinco primeiros e seis terceiros lugares, alcançando o segundo lugar no balanço de medalhas da natação, superado apenas pelo Canadá, com cinco de ouro, sete de prata e uma de bronze.

Nos 200m costas, Leonardo de Deus obteve sua segunda medalha no Pan 2015, depois do ouro nos 200m borboleta no primeiro dia dos jogos. Ele conquistou o bronze, com 1m58s27, atrás dos americanos Sean Lehane e Carter Griffin, ouro e prata respectivamente.

Nos 200m livre feminino, Manuella Lyrio terminou em terceiro lugar e ficou com o bronze, marcando 1m58s32 e superando o recorde sul-americano da prova, de 1m58s53, que pertencia a Larissa Oliveira, que não se saiu bem na prova e marcou o tempo de2m00s32. A norte-americana Allisson Schmitt ficou com a medalha de ouro, e a canadense Emily Overholt, com a de prata.

O Brasil também conquistou medalha de ouro no halterofilismo, nesta quarta-feira: O atleta Fernando Reis venceu a prova na categoria acima de 105 kg, ao levantar um total de 427 kg em quatro tentativas. A medalha de prata ficou com o Canadá e a de bronze com o Equador.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.