sexta-feira, 25 de Janeiro de 2013 10:11h Luciano Eurides

Natação do CEO/DTC também retorna com força máxima

Letícia (ao centro) é uma das principais nadadoras nas piscinas divinopolitanas no ano de 2013

A natação do Centro Esportivo Olímpico em parceria com o Divinópolis Tênis Clube (CEO/DTC) está em atividade. Os atletas já retornaram aos treinamentos contando com os nadadores de alto rendimento. Fernando Camargos sabe da importância do ano de 2013, onde há mudança de categoria e o trabalho recomeça com novos parâmetros.
A equipe de alto rendimento voltou ao trabalho quase completa. As perdas foram as atletas Bárbara Franco e Camila da Mata Mesquita, elas seguem para o Minas Tênis Clube. Para o treinador Fernando Camargos o ano começa bem. “Iniciamos 2013 com a vontade de manter a parceria, deu certo e queremos sempre somar as entidades e sentamos estudamos a possibilidade dela continuar e até mesmo potencializa-la. Muda, pelo fato de atletas chegarem, outros saem e ainda há mudanças de categorias. O trabalho sofre alteração e assim começamos a temporada 2013”, falou.
A mudança de categoria atinge todos os atletas e para a grande maioria da equipe competitiva será tranquila, pois já possuem um trabalho realizado. “O trabalho é feito por resultados dentro da categoria e também no absoluto. Resultados a frente e o trabalho é feito por círculo olímpico com atletas em evolução, resultados não apenas de momento, assim iremos ter surpresas sim, iremos buscar resultados a nível estadual e brasileiro. Temos atletas em condições e ainda outros por vir”, disse.
No ano passado alguns resultados não foram bons, principalmente no segundo semestre quando a disputa é em uma piscina de 50m. O professor entende que o interior mineiro sofre que essa ausência de treinos em locais de igual metragem e podem  buscar esse espaço na capital mineira. “Com exceção do triangulo mineiro, o interior mineiro sofre muito com a falta dessa piscina que chamamos de longa, o atleta não experimenta o desenvolvimento de ritmo, são menos viradas e detalhes técnicos alterados. Há um déficit por não treinar nesse tipo de piscina e o que podemos fazer é o melhor dentro da raia curta e essa é nossa realidade”, avaliou e pode haver essa sequencia na capital mineira. “Temporadas passadas já fizemos isso para cair no campeonato mineiro com conhecimento de causa e não deixar apenas para o momento quando o erro pode acontecer e vamos repetir”, ressaltou e colocou ainda a presença de atletas de nível superior.
A renovação da equipe será gradativa garante Fernando Camargos. “A base está mantida e contamos com atletas vindos da escolinha e entra no trabalho mais profissionalizados e alguns deixam a equipe para buscar melhores condições de trabalho e apoio. É o caso da Bárbara que foi convidada a fazer parte da equipe principal do Minas de Belo Horizonte e está entre as maiores potencias da natação brasileira e já está de malas prontas para a capital”, afirmou.
Ainda de acordo com o professor a equipe continua na disputa do regional de natação que ainda não tem calendário definido aguardando a definição da Federação Mineira de Futebol (FAM).

REALIDADE
A nadadora Letícia Ferreira já deixou de ser uma aposta da natação e se tornou uma realidade, ela possui tempos conquistados que são recordes no regional e passa para a busca de lugares mais altos em pódio local, estadual e nacional. A atleta falou sobre a semana de treinos, os primeiros depois da folga. “O ano de 2012 foi bom, poderia ter sido melhor e dedico isso a Deus por ter me dado força e a minha família pelo apoio e ao meu treinador Fernando. Eu espero que 2013 supere 2012 com melhores resultados e espero ainda ótimas recordações. Tem pouca gente estamos com raça, as primeiras semanas é mais difícil, coloquei metas nos 100m e 200m costas, sendo nos 100m costas abaixo de 1min10s e nos 200m abaixo de 2min35s”, contou.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.