quinta-feira, 20 de Novembro de 2014 05:16h

Neymar pode não ser mais capitão da Seleção Brasileira

Neymar disse nesta terça-feira que fez questão de tentar demonstrar em campo que a crise com Thiago Silva estava encerrada

O atual capitão tomou a iniciativa sozinho de entregar a faixa de capitão ao zagueiro quando foi substituído, já no final do jogo contra a Áustria, andando lentamente e colocando no companheiro a braçadeira.
O atacante explicou. “Foi uma decisão minha. A primeira pessoa que pensei foi no Thiago”, disse Neymar, que não explicou se o técnico Dunga havia sido avisado do gesto. Thiago Silva havia causado uma crise dentro da seleção por se queixar da reserva e de que ninguém teria falado com ele sobre o fato de não ser mais o capitão. Dunga respondeu, alertando que na seleção “ninguém é dono de nada.”
O destino parecia favorecer Thiago Silva. Ainda aos 25 minutos, Dunga foi obrigado a colocar o ex-capitão do time da Copa do Mundo. Miranda, que impressionava ao treinador, sentiu e teve de deixar o jogo, dando lugar para o defensor do Paris Saint-Germain. Já nos acréscimos, o técnico tiraria Neymar, que aproveitou a ocasião para cruzar o campo e colocar a faixa no braço de Thiago.
Sem se ater à polêmica com o zagueiro, Dunga confirmou que o jogo desta terça mostrou que os reservas e novatos também vão disputar uma vaga – um sinal a Roberto Firmino, autor do gol da vitória. “Aumentaram meus problemas. Mas é bom quando temos leque maior. É bom para o Brasil, que não precisará sacrificar os clubes”, disse o treinador brasileiro.
“Foi um ano de aprendizado por tudo o que ocorreu na Copa”, resumiu Neymar. “Foi difícil dar volta a por cima, mas estamos conseguindo e vamos continuar no caminho para conquistar algo lá na frente”, completou o craque, que desta vez passou em branco em campo.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.