quinta-feira, 26 de Novembro de 2015 09:44h

Números mostram ter faltado um melhor aproveitamento dentro do Horto

O empate diante do desesperado Goiás, no último domingo, no Independência, expôs a queda de desempenho do Atlético no Horto desde que o clube passou a mandar suas partidas no estádio reformado, em maio de 2012

Além da redução no aproveitamento dos pontos disputados, o número de derrotas no ‘Caldeirão’ aumentou nesta temporada em relação aos três últimos anos, assim como a quantidade de gols sofridos.
Nesta temporada, o Atlético disputou 25 jogos no Independência, com 15 vitórias, cinco empates e cinco derrotas (aproveitamento de 66,6%). É o pior desempenho do time no Horto considerando o período de janeiro a dezembro.
Como comparação, no ano passado, a equipe jogou 31 vezes no estádio, perdeu três, obtendo 73,1% dos pontos. Em 2013, o desempenho do time alvinegro foi ainda melhor no Independência: 32 partidas e apenas uma derrota (82,2%). Em 2012, o Galo fez 24 duelos no Horto, não perdeu nenhum, alcançando 79,7% de rendimento no estádio.
As falhas do time jogando diante da torcida quase custaram a eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores (derrota para o Atlas-MEX) e contribuíram para a queda nas oitavas de final (empatou por 2 a 2 com o Internacional na primeira partida e perdeu por 3 a 1 no Sul). No Brasileirão, o Atlético perdeu pontos preciosos no Horto, como no empate com o Santos – quando o time paulista vinha mal na competição – e nas derrotas para Atlético-PR e Corinthians, além do empate com o Goiás.
“Este ano não foi dos melhores. Tínhamos quase 100% de aproveitamento, mas neste ano deixamos a desejar na nossa fortaleza”, admitiu o lateral Marcos Rocha.
Bastante questionada recentemente, a defesa atleticana está a três gols de igualar a quantidade sofrida pelo time em 2013. Neste ano, o Atlético foi vazado 25 vezes em 25 partidas (média de um gol sofrido por jogo), enquanto há duas temporadas, o Galo levou 28 tentos, mas em 32 jogos (média de 0,8 por partida).
“Neste momento, temos que conversar bastante, tentar ajustar (o setor defensivo) na base da conversa porque a nossa equipe sempre levou poucos gols, principalmente dentro de casa”, frisou o camisa 2 alvinegro.

 

Confira os números do Atlético no Independência (ano a ano):
2012 – 24 jogos (17 vitórias e 7 empates): 50 gols / 19 sofridos – 79,7% aprov.
2013 – 32 jogos (24V, 7E e 1D): 84 gols / 28 sofridos – 82,2% aproveitamento
2014 – 31 jogos (20V, 8E e 3D): 50 gols / 22 sofridos – 73,1% aproveitamento
2015 – 25 jogos (15V, 5E e 5D): 49 gols / 25 sofridos – 66,6% aproveitamento

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.