segunda-feira, 22 de Outubro de 2012 10:02h Gazeta do Oeste

O 3º título nacional do Sampaio

Campeão brasileiro da Série B em 1972, da Série C em 1997 e da Série D em 2012. Pela primeira vez um clube conquista o título nacional em três divisões diferentes. Foram campanhas em épocas bem distintas, mas sempre festeja em casa, com a arquibancada abarrotada, a especialidade em São Luís. Ainda que obviamente sejam conquistas de menor porte, nenhum outro clube da região tem três títulos brasileiros. Mérito do Sampaio Corrêa.

A volta olímpica após a vitória por 2 a 0 sobre o Crac de Goiás, ontem, foi o presente para uma torcida que marcou presença em peso. Os gols de Eloir e Pimentão ratificaram uma conquista invicta. A campanha do Tubarão é dividida, literalmente, nas apresentações no acanhado estádio Nhozinho Santos, na primeira fase, e no Castelão, a partir das oitavas de final. Modernizado e com a capacidade reduzida de 75 mil para 40 mil torcedores, o Castelão voltou a acolher a Bolívia Querida. Nos quatro jogos no Nhozinho Santos foram 18.041 torcedores, com média de 4.510. Nos quatro no Castelão, 138.416 pessoas, com índice de 34.604.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.