segunda-feira, 3 de Junho de 2013 07:08h Bruno Cantini

O Atlético enfrentará o Newell’s Old Boys na semifinal da Libertadores

A classificação foi garantida de forma dramática com o empate por 1 a 1 com o Tijuana, na noite da última quinta-feira (30), na Arena Independência.

A classificação foi garantida de forma dramática com o empate por 1 a 1 com o Tijuana, na noite da última quinta-feira (30), na Arena Independência. Já nos acréscimos, o árbitro marcou pênalti de Leonardo Silva em Aguilar. Riascos fez a cobrança e Victor defendeu com o pé esquerdo, para o alívio da Massa. O jogo de ida da semifinal será no dia 3 de julho, em Rosário, na Argentina. A partida de volta acontecerá no dia 10 de julho, em Belo Horizonte. A outra semifinal é entre Oimpia, do Paraguai, e Independiente Santa Fé (COL)

O goleiro Victor foi o grande herói da classificação atleticana para a semifinal da Copa Bridgestone Libertadores da América. Com importantes defesas durante o empate por 1 a 1 com o Tijuana, na noite da quinta-feira, na Arena Independência, no jogo de volta das quartas de final da competição, o arqueiro ainda defendeu o pênalti cobrado por Riascos aos 48 minutos do segundo tempo, garantindo a presença do Galo no rol dos semifinalistas.

“É uma felicidade muito grande poder ajudar a equipe em um momento especial como esse. Não pela partida que fizemos, mas pelo campeonato e pelo ano que estamos fazendo, a gente merecia a classificação. A equipe do Tijuana dificultou muito o nosso trabalho, mas valeu o empenho de todo mundo”, comentou. “Tentei me concentrar.

Estudei o batedor também. Não tinha muitas informações, mas o Riascos era um dos poucos que eu tinha material em mãos. Fui no canto e tive a felicidade de fazer a defesa com o pé”, destacou Victor.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.