terça-feira, 29 de Dezembro de 2015 09:54h

O vai e vem do futebol mineiro

O atacante Pablo retorna ao Atlético após um período de empréstimo ao América e promete agarrar as chances que receber no time alvinegro em 2016

A volta do jogador foi anunciada pelo diretor de futebol, Eduardo Maluf, no início de dezembro. “Tenho certeza de que vou ter minha oportunidade e vou trabalhar igual mineirinho, comendo pelas beiradas, trabalhando forte para, quando tiver minha oportunidade, agarrar com todas as forças”, avisou.
Pablo, de 23 anos, chegou ao Atlético em junho deste ano, após defender o Oeste, de Itápolis, no interior de São Paulo. Dois meses depois, foi emprestado ao América, onde conseguiu o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro. “Tive um final de temporada muito bom, consegui ter sequência, ter ritmo de jogo, mostrar meu futebol. Terminar jogando foi uma das coisas primordiais para eu ter essa nova oportunidade no Atlético. Foi um dos melhores anos da minha vida”, declarou o jogador em entrevista à Itatiaia.
O atacante destacou ter optado em ir para o Coelho para que pudesse apresentar futebol. “Se eu ficasse só treinando, as pessoas não iam me conhecer”, lembrou. Ele disse, ainda, que volta “mais maduro e focado.”

 

 

CRUZEIRO
Com diversos jogadores emprestados Brasil afora, o Cruzeiro tem adotado uma postura diferente neste período de entressafra. Os novos integrantes do departamento de futebol do clube têm optado por desinchar o número de atletas do elenco e, em consequência, a folha de pagamento da Raposa.
Neste fim de ano, 16 jogadores já deixaram a Toca. Alguns, que ainda pertencem ao time celeste, foram emprestados, mas com uma nova condição. Agora, o Cruzeiro não é mais responsável por pagar a maior parte dos salários de jogadores que foram cedidos a outras equipes. Com isso, a economia chega a R$ 2 milhões mensais, conforme levantamento do repórter da Itatiaia Samuel Venâncio.
Já foram emprestados Hugo Ragelli e Eurico, ambos para a Ponte Preta. Neilton segue no Botafogo, Diego Renan permanece no Vitória, Elison foi para o Coritiba e Souza vai para o Cerezo Osaka (Japão). O zagueiro Paulo André deve ir para o Atlético-PR, em uma troca pelo atacante Douglas Coutinho, que sai do Furacão com destino ao Cruzeiro.
Para se ter ideia, só de salários de jogadores que estavam emprestados, a Raposa desembolsava R$ 1,5 milhão todos os meses.
A Raposa também vai economizar com o encerramento do contrato de cinco jogadores: Júlio Baptista, Charles, Leandro Damião, Ceará, Dagoberto, Felipe Seymour, Pedro Ken, Ananias e Gilson.
Ainda devem ser emprestados, o zagueiro Rafael Donato, o lateral-esquerdo Breno Lopes e o volante Rodrigo Souza. O atacante Marinho também pode sair, já que interessa alguns clubes. Dentre eles, o Bahia.


 

 

AMÉRICA
A temporada 2015 do futebol brasileiro mal terminou, mas o Fluminense já se adiantou e acertou sua primeira contratação para 2016. Trata-se do meia Felipe Amorim, que tinha os direitos vinculados ao Goiás mas se destacou com a camisa do América na campanha do acesso da última Série B do Campeonato Brasileiro. "O primeiro reforço não é de impacto, mas uma negociação que fechamos há algum tempo. É a vinda do Felipe Amorim. Ele já fez exames. É um jogador que atua no meio e no ataque, teve uma excelente passagem pelo Goiás, depois caiu um pouco e agora estava muito bem outra vez no América", disse o vice-presidente de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, à Rádio Transamérica nesta segunda-feira.
Felipe Amorim tem 24 anos e atuou em 26 partidas do América na Série B deste ano, sendo 18 como titular, e marcou três gols. Os números não são tão bons quanto os de outros jogadores do Coelho, como Richarlison e Marcelo Toscano, mas o jogador foi importante no acesso.
A tendência, agora, é que o Fluminense anuncie outros reforços ainda em 2015. Nomes como os de Wellington Nem, Renato Chaves, Diego Souza, entre outros, foram especulados, mas o clube não confirma nenhum deles. "Temos outras situações encaminhadas. Prefiro não citar nomes, mas devem chegar pelo menos mais três até o Natal. Esta é a tendência", comentou Mário Bittencourt.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.