Os prognósticos (contra e a favor) dos jogos dos mineiros na 1ª fase da Copa do Brasil.

Em 2020, pela primeira vez desde 2012, nem Cruzeiro nem Atlético disputarão a Copa Libertadores. Uma das consequências disso é que ambos, assim como América e Boa Esporte, entrarão na Copa do Brasil ainda na primeira fase. E, com o sorteio feito no dia 12 de dezembro, os quatro clubes de Minas Gerais já sabem quais serão os seus primeiros – e talvez únicos – jogos na competição que começa em fevereiro, como foi divulgado no site oficial da CBF, https://www.cbf.com.br/.

Embora os quatro adversários dos mineiros estejam na Série D do Brasileirão, todo cuidado é pouco quando se trata de Copa do Brasil. O fato de as três primeiras fases serem disputadas em jogo único não dá muita margem para erros, ainda que os times visitantes – como será o caso dos mineiros – tenham a vantagem de jogar pelo empate.

Para ajudar no processo de formar uma opinião mais embasada sobre adversários pouco conhecidos, algumas considerações a respeito do retrospecto recente de cada um se fazem necessárias. Muitas vezes é esse tipo de análise que serve como principal variável utilizada por sites como https://apostas.betfair.com/, que oferecem análises relacionados aos mais diversos eventos esportivos.

O adversário do Cruzeiro é até razoavelmente conhecido por aqui: trata-se do mesmo São Raimundo de Roraima que foi eliminado pelo América na primeira fase da última edição do torneio. Na ocasião, o Coelho segurou o empate na casa do adversário num jogo que, como lembra a resenha do site https://globoesporte.globo.com/, foi disputado com os portões fechados.

O time de Roraima, atual tetracampeão estadual, fez uma campanha bastante digna na última Série D, onde foi eliminado apenas na terceira fase. Ainda assim – e mesmo com o momento turbulento pelo qual a Raposa passa –, tudo indica que o Cruzeiro não terá maiores problemas para garantir a vitória nesse jogo.

O Atlético, por sua vez, viaja até Campina Grande, na Paraíba, para enfrentar o Campinense. Os paraibanos vêm de uma campanha na Série D abaixo do que deles se esperaria, tendo sido eliminados ainda na primeira fase. Com isso, a lógica diz que este jogo tem tudo para ser o confronto mais fácil para os times mineiros na primeira fase.

Quem também entrará em campo com claro favoritismo é o América. O Coelho viajará até o Amapá para enfrentar o Santos de Macapá, que fez uma das piores campanhas da última Série D (apenas um ponto em seis jogos). Por outro lado, o Boa Esporte provavelmente terá problemas para passar pelo Vilhenense em Rondônia, principalmente levando em conta o desempenho defensivo da equipe de Varginha na última Série C.

Caso Cruzeiro e Boa Esporte passem pelos seus primeiros adversários na Copa do Brasil, ambos se encontrariam já na fase seguinte. Assim, não é muito provável que Minas Gerais repita 2018, quando teve três clubes nas oitavas de final do torneio. Mas é prudente dar o benefício da dúvida aos times de um estado que, entre 2014 e 2019, conquistou tal competição nada menos que três vezes.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.