sexta-feira, 27 de Julho de 2012 09:11h Gazeta do Oeste

Palmeiras cai diante do Bahia pelo Brasileirão e liga sinal amarelo

O Palmeiras não aproveitou as chances criadas e o fato de jogar na sua Arena Barueri, que foi decisiva para a conquista da Copa do Brasil, e perdeu sua invencibilidade no ano no estádio, derrapando feio pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, a equipe de Luiz Felipe Scolari foi surpreendida por um determinado Bahia, que teve a estreia de Caio Júnior no comando, e perdeu por 2 a 0, com dois gols de Souza.

 

O resultado, a sexta derrota no Brasileirão, deixou o time paulista com 10 pontos, o mesmo número de Santos e Portuguesa, clubes que estão na zona de rebaixamento. Só o saldo de gols põe a equipe como a primeira fora da zona de rebaixamento. Já o Bahia saiu da incômoda lanterna e figura agora em 15º no Brasileiro, com 11 pontos.

 

Com vários desfalques, como Valdivia, Maurício Ramos, Thiago Heleno, Román e Marcos Assunção, o Palmeiras entrou em campo com uma sequência de três jogos de invencibilidade. E a partida mostrou um ritmo intenso desde o início, com o Palmeiras tendo mais oportunidades claras de gol e até repetindo as boas atuações da Copa do Brasil. Mas faltou transformar em gols as chances criadas.

 

Na primeira chance de perigo da partida, aos 4 minutos de jogo, João Vítor chutou firme da entrada da área, sem marcação, para excelente defesa de Marcelo Lomba, após boa jogada tramada entre Juninho e Obina. Dois minutos mais tarde, Arthur exigiu mais uma boa defesa de Lomba, após receber toque preciso de Daniel Carvalho.

 

Aos 11, após quase marcar em boa conclusão de Henrique, o time de Felipão fez um gol, que foi anulado corretamente pelo árbitro. Em cobrança de escanteio, Lomba sofreu empurrão de Leandro Amaro. Na sobra, Obina concluiu para as redes.

 

 

O Bahia chegou com perigo aos 14, em chute cruzado de Kleberson, pela esquerda do ataque. O jogo seguia disputado, em aberto e com chances agudas de gol de ambos os lados. Aos 23, em erro na saída de bola de Wellington, Kleberson recebeu passe na cara do gol de Zé Roberto, mas concluiu para fora da meta de Bruno, perdendo o gol mais feito da partida até então.

 

Mas o Palmeiras não ficou para trás. Aos 32, em passe magistral de Daniel Carvalho após corta-luz de Henrique, Obina perdeu a chance de gol mais clara da equipe de Felipão no confronto, ao chutar para fora quase dentro da pequena área.

 

 

No fim do primeiro tempo, o Bahia assustou com Zé Roberto. Henrique travou na última hora e a bola sobrou fraca para Bruno. Nos acréscimos, foi a vez da equipe alviverde ameaçar o gol baiano. Arthur não conseguiu concluir mais um bom passe de Daniel Carvalho. O lateral do Palmeiras foi travado por Marcelo Lomba.

 

O jogo voltou pegado, mas morno no início do segundo tempo. O Bahia promoveu algumas alterações, entre elas a saída de Kleberson para a entrada de Magno, para dar mais ofensividade ao time. O Palmeiras também mexeu. Colocou Maikon Leite e Barcos no lugar de Daniel Carvalho, cansado, e João Vítor, pendurado.

 

 

Logo depois, aos 12, o argentino quase faz. Em lance polêmico, Fabinho tocou a bola com a mão esquerda dentro da área em jogada com Barcos. O árbitro não marcou pênalti, sob protestos dos palmeirenses.

 

As alterações de Caio Júnior surtiram efeito. Aos 22, em jogada infantil e imprudente de Arthur, o árbitro marcou pênalti do lateral sobre Lulinha, que tinha acabado de entrar. Souza bateu firme, sem chance para Bruno.

 

 

O lance mudou a partida. Com a desvantagem no placar, o Palmeiras partiu para cima, mas de forma desordenada, abrindo espaços para os contra-ataques do Bahia. Num deles, Zé Roberto obrigou Bruno a fazer excelente defesa em chute de fora da área.

 

Aos 36 minutos, em mais uma jogada rápida, Zé Roberto recebeu na cara de Bruno, que fez grande defesa. No rebote, Wellington não conseguiu afastar e Souza, inspirado, fez seu segundo gol da noite. Depois disso, o Palmeiras não teve mais força para reverter a situação.

 

 

"Até o gol, a gente estava bem no jogo, não tomamos pressão do Bahia. Jogamos melhor, mas perdemos", afirmou o goleiro Bruno após o confronto desta quinta. Sobre o resultado negativo, Bruno alertou que "preocupa pela zona de rebaixamento, não pelo futebol". "Jogamos bem contra o Bahia", completou.

 

Na próxima rodada, o Palmeiras viaja até Minas para encarar o Cruzeiro, no domingo. O Bahia recebe o Corinthians, também no domingo, no estádio de Pituaçu, em Salvador.

 

 

 

 

 

 

ESTADÃO

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.