quarta-feira, 27 de Novembro de 2013 05:09h Luciano Eurides

Palmeiras é campeão da Copa Super Craque categoria 2001

A final da Copa Super Craque de Futebol de base, disputada no domingo (24), no estádio Batista Leite, em Carmo do Cajuru, colocou frente a frente da categoria 2001 duas grandes equipes divinopolitanas. Palmeiras e Flamengo fizeram uma partida de gente grande. O time palmeirense, em grande fase conquistou a vitória por 2x0, gols de Caio e Vitinho.
O Flamengo entrou em campo com esquema especial de jogo, armou e poderia ter se dado bem. Segurou o adversário no primeiro tempo, fez marcação especial em Vitinho, saiu surpreendentemente para o ataque no início do segundo tempo e poderia ter marcado o gol e mudado a história do jogo, mas o ataque Rubro Negro esbarrou em Rossini. O goleiro do Palmeiras com ótimas defesas fez o time crescer e aos 12 minutos de jogo Caio sofreu pênalti, ele mesmo cobrou e fez 1x0. Já no final da partida Vitinho ampliou e decretou a vitória e o título para a equipe do Palmeiras.
O atleta Vitinho, natural de Divinópolis, está nos planos do Atlético Mineiro, revelado no Palmeiras falou do jogo e da escolha do melhor em campo: “O jogo foi bom, jogamos melhor que eles, acabou que conseguimos dois gols, poderia ter saído antes, mas não deu. O melhor em campo acho que foi o Caio, mas o Rossini jogou bem”, disse.
Caio, meio campista responsável pelas melhores jogadas do time, assumiu a responsabilidade no pênalti e comentou o jogo: “No primeiro tempo não conseguimos fazer o gol e no início do segundo tempo trabalhamos a bola e no contra ataque ganhei o pênalti, fiz o gol e acabando o jogo Vitinho completou. O melhor em campo, os dois (Caio e Vitinho)”, garantiu.
O goleiro Rossini, acostumado a grandes decisões não entrou em polêmica. “Demorou a sair o gol, achei que iria para os pênaltis, chegava e não fazia, mas consegui fechar o gol, pra mim não teve melhor em campo, o time todo jogou bem o resultado é do time e não de qualquer um”, declarou.
O treinador Rodrigo Balaio não quis decidir o melhor em campo e analisou a partida: “O campo pesado, fizemos um jogo difícil no Barreiro, também com chuva e ainda a viagem, os meninos estão de parabéns se esforçaram ao máximo para ganhar esse título, agradeço aos pais e torcedores, é importante a presença deles, fechamos o ano com três títulos, comecei acerca de sete meses e tudo caminha bem. Para um treinador é difícil escolher o melhor em campo, valorizamos todos e não é certo escolher, todos estão de parabéns”, declarou.
O atleta Tiago Ferreira, para nós divinopolitanos o Tiago Balaio, atleta do Cruzeiro, filho do treinador palmeirense falou dos tempos dele de categoria de base e não escolheu nem Caio e nem Rossini para melhor em campo, deu moral para o irmão Gabriel. “Puxar a sardinha para a família, o Gabriel bem consistente lá atrás, soube dividir as responsabilidades, cada um fez seu papel, passei toda minha infância no Palmeiras, sempre que posso acompanho e passei muito por isso com grandes conquistas é gostoso ver tudo aquilo que passamos se repetindo com os meninos. Os clássicos de Divinópolis, vencer, contra o Flamengo acho que vencemos mais, embora sempre foi muito igual”, disse o jogador que participou pela última vez de um campeonato amador na Taça Luciano Eurides, promovida por Edilson Valter.
Ainda foram premiados os melhores da competição. Rossini recebeu o prêmio de melhor defesa e quem entregou o prêmio foi o capitão do Flamengo, o jogador Guilherme.  Rondinelli da equipe do Flamengo o artilheiro e Rodrigo Balaio o melhor treinador.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.