terça-feira, 11 de Outubro de 2016 17:38h Carlos Henrique

Palmeiras e Flamengo vencem e se distanciam do Atlético, que faz clássico contra o América na próxima rodada

CARLOS HENRIQUE
ch25771@gmail.com

 

Em um domingo de futebol reduzido, devido ao desmem­bramento da rodada entre quarta, sábado e domingo, Palmeiras e Flamengo manti­veram seus respectivos favo­ritismos e não deram chances aos adversários.

O Verdão foi à Londrina enfrentar o América-MG, que cedeu seu mando de campo para arrecadar mais fundos. Com público de 27.875 e ren­da de mais de R$ 1,1 milhão, financeiramente, o Coelho se deu bem, mas a torcida estava toda a favor do Palmeiras no Estádio do Café e, dentro de campo, com gols de Tche Tche e Alecsandro, o Verdão fez valer a maior qualidade e venceu por 2×0.

O Flamengo foi outro que passou sem dificuldades. Com gols de Cirino, Arão e Vizeu, o 3×0 foi construído sem grandes sustos ou ameaças por parte do Santa Cruz.

Na tabela de classificação, o Palmeiras se mantém líder, com 60 pontos, enquanto o Flamengo é o vice-líder, com 57. A diferença em relação ao Galo aumentou, 7 pontos em relação ao Palmeiras, e quatro em relação ao Flamengo.

O Botafogo foi outro que jogou na rodada e venceu com gol de Bruno Silva, no apagar das luzes, aos 46 do segundo tempo. Com este resultado, o Botafogo se aproxima do G-6, ocupando a sétima colocação, com 44 pontos, um a mais do que o Atlético-PR, sexto colocado.

A próxima rodada será dis­putada nesta quarta de feriado de Nossa senhora Aparecida e complementada na quin­ta-feira. O Cruzeiro, que, no último sábado, jogou bem e bateu sem sustos a Ponte Preta por 2 x 0, encarará talvez seu adversário mais complicado até agora na competição, o embalado Palmeiras, líder do campeonato, na Fonte Lumi­nosa, na cidade de Araraquara, estado de São Paulo. Será um teste de fogo para a Raposa e, caso o time de Mano consiga o triunfo, será de fundamental importância para a recupera­ção da equipe, porque, além da moral que se pode conseguir ao ganhar, o Cruzeiro vai aos poucos se afastando do Z-4. No momento, apesar da 12ª colocação, a distância é de 3 pontos somente em relação à zona de rebaixamento.

Já o Galo, por outro lado, recebe o adversário que está em pior situação na competi­ção. O América, mas se engana quem pensa que será um jogo simples, já que, nos clássicos disputados este ano, o Atlético só venceu um, justamente no primeiro turno do Brasileirão, mas com placar magro, 1x0. No estadual, foram três confron­tos, com dois empates e uma vitória do Coelho, que acabou garantindo o título estadual para a equipe verde e preto.

Sem Donizete e Lucas Cân­dido, suspensos, outro proble­ma pode ser Erazo. O zagueiro da seleção do Equador sentiu o joelho direito, foi cortado da delegação de seu país, não joga o próximo jogo e pode ser problema para o jogo diante do Coelho. Em contrapartida, vários “reforços” estarão dis­poníveis, como Rafael Carioca, Otero, Cazares e Pratto, que es­tavam servindo suas seleções, além de Júnior Urso, que volta de suspensão.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.