segunda-feira, 4 de Julho de 2011 19:11h Atualizado em 6 de Julho de 2011 às 11:35h. Luciano Eurides

Palmeiras e Vasco da Gama decidem a categoria 96 da Imef

Pela primeira vez na história do futebol divinopolitano duas equipes da cidade irão decidir o campeão da categoria infantil do Campeonato promovido pelo Instituto Mineiro de Escolinhas de Futebol de Minas Gerais (IMEF-MG). As partidas das semifinais foram realizadas no último sábado, O Palmeiras recebeu o supercraque, no estádio Pelezinho, no bairro Afonso Pena. Depois de um empate sem gols, o alviverde conquistou a vaga na decisão por pênaltis. No Dr. Sebastião Gomes, também bairro Afonso Pena, o Vasco venceu o América de Sete Lagoas por 2x0 e está na final inédita da competição.
O Palmeiras não encontrou facilidade no jogo, o Supercraque fez um bom primeiro tempo. Quando colocava a bola no chão o jogo ganhava qualidade técnica. O Palmeiras saía com a ligação direta. O volume de jogo e posse de bola do elenco alviverde era pequeno e o time da capital mineira não soube aproveitar.


No segundo tempo o Palmeiras voltou melhor. Tentava o resultado positivo, trabalhava a bola no campo de ataque e obrigava o Supercraque a sair no chutão. O jogo melhorou ainda mais quando as duas equipes optaram pelo ataque e o goleiro Sidnei, do Palmeiras, fez uma excelente defesa. Um chute forte, da entrada da área e de pé ele tirou o que seria o primeiro gol do jogo.


Houve muita luta da das duas equipes, mas o placar ficou mesmo 0x0. A decisão foi nos pênaltis. A de ressaltar  que Lucão, Rodolfo e Diego, todos do time de Belo Horizonte, foram impecáveis em campo.


Na decisão por pênaltis Alessandro, do Supercraque, chutou a quarta cobrança no poste direito e o Palmeiras ficou com a vaga na final. Marcaram pelo Palmeiras Gelson, Mateus, Fusca, Walter e Igão.

 

 

Vasco da Gama


O Vasco da Gama começou melhor. O América procurava equilibrar o jogo, mas a atuação d o zagueiro Diogo impossibilitava as principais ações do adversário. Bem posicionado em campo, o Vasco da Gama fazia a bola passar por todos os jogadores e as chances de gol começavam a amadurecer. As bolas alçadas na área não estavam gerando bons resultados, o ataque tentava confundir a marcação e a zaga tentava tirar os atletas com o corpo, ninguém subia, nem mesmo Gabriel, atacante muito alto do elenco cruzmaltino.


Aos 21 minutos uma sucessão de chances em um mesmo lance, três vezes a bola pegou no adversário e por pouco o alvinegro não abriu o placar. O atacante Gabriel era quem mais oferecia perigo, porém poucas vezes encostou na bola.


No segundo tempo o jogo começou mais equilibrado. O Vasco da Gama teve boa chance com Mateus que correu na falha da zaga do América, o goleiro saiu e trombou no atacante alvinegro, a falta foi marcada favorecendo o time de Sete Lagoas. Aos 14 minutos falta na intermediária, Junior cobrou e a bola ficou na barreira, Bruno aproveitou a sobra e com muito talento colocou a bola no ângulo contrário do goleiro fazendo o primeiro gol do jogo.


Aos 20 minutos da etapa complementar em uma bola jogada para frente pela defesa, Gabriel correu, a zaga colocou para escanteio, Junior cobrou, a bola foi escorada para o meio da área e lá estava Diogo para ampliar o marcador e colocar o Vasco da Gama na final da competição.
O Imef ainda não divulgou a data e o local, apenas a intenção de se fazer no dia 9 ou 10 deste mês, as demais categorias estão marcadas para Igarapé.
 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.