quarta-feira, 31 de Outubro de 2012 04:42h Luciano Eurides

Palmeiras vence o Santa Tereza pela Imef

O Palmeiras do Afonso Pena recebeu no último sábado o Santa Tereza e empatou na categoria 2002, venceu na 2001 e 2000. Na parte destaque para Demétrio, ele jogou como zagueiro e teve muita personalidade. As equipes 2001 e 2000 estão classificadas para as oitavas e poderão ter a vantagem de jogar em casa, pelo menos para a pré mirim os números são favoráveis a jogar junto da torcida.

 


Na categoria 2002 o Palmeiras abriu o placar com um gol de Otávio. O Santa Tereza chegou ao gol de empate com um chute despretensioso de Yuri, a bola tocou no chão e cobriu o goleiro Dudu. Para Otávio, autor do gol uma falha. “Poderíamos ter estourado aquela bola, por isso tomamos o gol”, disse. Artur Silva, educador físico e futuro colaborador do time do Afonso Pena analisou a equipe com bons talentos e a possibilidade de crescimento. “Qualidade é boa, apenas algumas peças, mesmo porque tem meninos até 2004”, e acrescentou a grande injustiça onde o goleiro 2002 atua no mesmo gol destinado aos adultos. “Dificulta muito, pois 20 centímetros acima de um goleiro dessa idade, que não tem impulsão, ela tocou no chão matou o goleiro, ela sobe e ele já não alcança, nem se subir em uma escadinha”, ressaltou. O time alviverde se despede da competição com uma vitória sobre o Flamengo de Divinópolis e um empate, conquistado na última rodada da fase de classificação.

 


Na categoria 2001 o Palmeiras foi logo marcando aos três minutos de jogo. Vitor chutou de fora da área, a bola tocou no chão e ganhou velocidade, o goleiro não conseguiu cair a tempo, 1x0 para os donos da casa. Aos 24 minutos do segundo tempo uma cobrança de falta, Vitor fez o segundo gol do Palmeiras decretando a vitória e falou sobre a necessidade pessoal de marcar. “Tive de fazer esses gols pois não tinha feito nenhum nesse campeonato, essa vitória importante para classificar em primeiro”, disse o atacante da equipe que tem 100% de aproveitamento, com três gols sofridos e 13 marcados, a média de gols feitos é de 2,16 por partida. O time fará as partidas eliminatórias em casa. No Pelezinho foram marcados seis, dos treze gols da equipe, ou seja, fora de casa o desempenho do time é melhor, a média de gols longe de Divinópolis é 2,33 gols por partida. Fora de casa apenas um gol sofrido, contra dois dentro o Pelezinho.

 


Na categoria 2000, o jogo começou muito igual e a defesa do Palmeiras destacou uma atenção especial ao atacante muito veloz do Santa Tereza. Fernando abriu o placar e Lucas ampliou pegando o goleiro no contrapé aos 21 do segundo tempo. Diego Canela, treinador da equipe explicou as constantes mudanças na equipe. “As modificações se deve por contusões, time muito eclético tem muitos jogadores que atuam em mais de uma posição. O Demétrio tem uma técnica muito grande e me passa segurança, tanto que o goleiro não fez nenhuma defesa difícil”, disse.

 

O zagueiro Demétrio foi o melhor em campo, mesmo assim não escondeu a vontade de jogar de atacante. “Apareceu a oportunidade de jogar novamente na zaga e joguei bem”, considerou ele que já atuou no meio campo também. “Prefiro jogar de atacante” confessou.  Ás vésperas de um clássico os pontos garantidos e motivação para encarar o adversário, garantiu Lucas. “Queremos sempre a vitória, para subir no campeonato, pensamos sempre na vitória”. O time também poderá ter vantagem de jogar em casa as oitavas, terminou a fase de classificação invicto, três empates e três vitórias. Um gol sofrido e sete marcados. Fora de casa foram dois empates e uma vitória, dentro do Pelezinho a situação se inverte, duas vitórias e um empate.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.