terça-feira, 26 de Maio de 2015 10:13h

Para treinador o Atlético Mineiro pecou apenas nas finalizações

O técnico Levir Culpi gostou do futebol apresentado pelo Atlético diante do xará paranaense, nesse domingo, em Curitiba

Apesar da derrota por 1 a 0, o treinador alvinegro considerou que seu time foi superior ao adversário em todos os quesitos.
Porém, reconhece que faltou pontaria do setor ofensivo."Já vai ter jogo semana que vem novamente, não dá para ficar lamentando muito. Eu só lamento duas coisas na partida: a finalização, que foi o nosso maior defeito, e a derrota. O time esteve equilibrado, mas simplesmente ficamos no pecado da finalização.Isso acabou nos custando o resultado. O empenho físico foi ótimo e tudo foi superior. Tivemos uma atuação importante, mas faltou o principal que é colocar a bola para dentro", disse.
O Atlético perdeu a chance de assumir a ponta do Brasileirão. Iniciou a rodada na vice-liderança e terminou na oitava, com os mesmos quatro pontos. Na próxima rodada o time volta ao Independência onde receberá o Vasco. Será a estreia do Galo em Belo Horizonte.“Jogar no Independência, com a nossa torcida em volta é diferente. A gente viu aqui com a torcida do Atlético-PR, foi um apoio que ajudou muito o time deles. No Independência será a mesma coisa, a gente tem um ritmo muito forte. E espero que sejamos mais competentes nas finalizações”, disse.
Para Levir Culpi, o fato de o Atlético ser apontado por muitos como um dos principais candidatos ao título brasileiro não aumenta a pressão no elenco."O time que quer ser campeão tem que conviver com isso (pressão e favoritismo). O problema é que a gente não aceita essa situação. Amanhã, por exemplo, você já vai tudo diferente na imprensa. Nós temos que ter esse controle também. O time que quer ser campeão tem que saber lidar com essa parte psicológica também", disse.
O clima entre os jogadores do Atlético era de resignação após a derrota deste domingo para o xará paranaense, por 1 a 0, na Arena da Baixada, pela terceirarodada do Campeonato Brasileiro. Na opinião dos atletas, o Galo fez um bom jogo, pecando apenas na finalização das ações ofensivas.
Para o lateral-esquerdo Douglas Santos, o Atlético não se intimidou com o fato de jogar como visitante e tentou propor o jogo desde os minutos iniciais. “A gente começou a demonstrar o jogo desde o começo, tentando buscar o resultado, mas não veio. Agora vamos descansar e voltar para BH”, disse.
Douglas Santos lamentou as chances perdidas, mas aposta numa reação do time já na próxima rodada. “Faltou o último chute, que é o gol. Mas acho que a equipe está de parabéns, ela lutou até o final. A vitória não veio, mas vamos buscar no próximo jogo”, afirmou.
O argentino Dátolo seguiu a mesma linha do companheiro e disse que o Galo sairá de cabeça erguida de Curitiba. “Eu acho que fizemos um grande jogo, faltou marcar o gol. Eu vou tranquilo daqui”, resumiu o meio-campista.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.