quinta-feira, 18 de Agosto de 2011 12:42h Atualizado em 18 de Agosto de 2011 às 12:50h. Luciano Eurides

PEC reascende o futebol do bairro Candelária

O Projeto Esportivo Candelária (PEC) é o caçulinha das competições divinopolitanas. Apesar da pouca idade vem participando das competições oficiais promovidas pela Liga Municipal de Desportos de Divinópolis (LMDD) e também da Copinha Divinópolis de Futebol. No final de semana passou fácil pelo tradicional Padre Eustáquio.


A categoria infantil do PEC encarou o tradicional Padre Eustáquio. Com uma atuação acima da média dos ex-atletas do verdão do bairro Planalto, Wemerson e Pablo, o time venceu por 4x1 e saiu com o pé direito na Copinha. O placar puro e simplesmente não mostra a realidade do jogo.


O PEC começou melhor a partida levando mais perigo ao gol do adversário. O Padre Eustáquio tentava responder nas cobranças de bola parada. Aos 13 minutos, Pablo ganhou a bola pela esquerda e chutou cruzado fazendo o primeiro gol para o time da casa.


No segundo tempoos dois times se igualaram, em especial na marcação, isso dificultou a criação de oportunidades de gols. O PEC sempre levava perigo nas cobranças de escanteios. O Padre Eustáquio também sabia aproveitar as cobranças de bolas paradas. Em uma delas Diogo cobrou da intermediária e a bola foi alta, de muito longe, o goleiro que é de pouca estatura não conseguiu alcançar e marcou o gol de empate.
 

O placar de 1x1 permanecia e fazia justiça a luta da equipe do Padre Eustáquio. A resistência foi quebrada depois que Alyster, jogador muito alto, sacrificado por jogar de volante, criticado por um torcedor, subiu no terceiro andar para fazer o segundo gol do PEC. Na tentativa desesperada do empate acabou abrindo a defesa do Padre Eustáquio. Mayron do PEC aproveitou, entrou como quis, escolheu o canto e decretou a vitória, mas o placar somente seria fechado com o próprio Mayron. Depois da cabeçada de Wemerson, o goleiro deu rebote e Mayron aproveitou e fechou o marcador.


O atleta Pablo se sentiu bem jogando em casa. Ele que ao lado de Wemerson defendia o Padre Eustáquio, jogaram de maneira diferente, e mais a vontade. “O Padre Eustáquio não deu valor no jogador que tinha e fazer o que? Defender o PEC e mostrar meu futebol para todos. Jogar no meio é melhor e não ganhei nada sozinho, foi o PEC”, disse Pablo.


O PEC jogou com Vitor, Igor, Luan, Sávio, Wemerson, Wallison, MaYron, Alyster, Luan Gontijo, Pablo e Lucas. O Padre Eustáquio de Thulio, Brendon, Diogo, Iago, Felipe, Pablo, Ricardo, Iuri, Igor, Gabriel e Wesley.

 

MIRIM


O PEC goleou por 5x0. O placar foi aberto com Mateus após uma cobrança de falta pela esquerda, sem chances para o goleiro Pedro. A defesa falhava muito, João Vitor tirou a bola do zagueiro, viu a saída do goleiro e tocou para ampliar o marcador. Para ampliar o desespero do time do Planalto, Mateus fez o terceiro gol do PEC. O Padre Eustáquio não teve reação. Voltou para o segundo tempo apático como estava na primeira etapa. Sofreu mais dois gols e perdeu de goleada.

 

PRÉ-MIRIM


Recém formada no bairro Planalto o time não teve boa apresentação. Perdeu por 7x0 e a grande atração da partida foi o endiabrado Deivinho. Ele fez três gols e a alegria dos pais presentes ao novo “Caldeirão do Diabo”.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.