sábado, 23 de Maio de 2015 10:40h Atualizado em 23 de Maio de 2015 às 10:42h. Luciano Eurides

Peneirada do Guarani mostra talentos da cidade e região

A observação de atletas promovida pelo Guarani, visando a Taça BH

A observação de atletas promovida pelo Guarani, visando a Taça BH, aberta para atletas nascidos nos anos de 98 e 99, movimentou quase duas centenas de adolescentes e aos poucos, foram reduzidos para 48 e posteriormente, nasce o primeiro grupo de trabalho para a disputa.  Curiosamente, as posições com maior número de atletas foram a lateral direita e volante.

Não há uma explicação para o fato, pelo menos nenhuma lógica. O caso de um grande número de laterais pode ser pela ausência da posição. Várias equipes passam sérias dificuldades em encontrar jogadores e talvez se pensasse em uma oportunidade maior por aquele setor. Já o crescente número de volantes, se dá pelo mais usado esquema de jogo 4-3-2-1, assim os professores de escolinhas já preparam um número maior de alunos nesta posição, que é a mais usada atualmente no futebol brasileiro.

Especificamente falando do trabalho realizado no Farião, alguns atletas de outras cidades chamaram a atenção, João Gabriel de Carmópolis de Minas, Guilherme de Dores do Indaiá e Felipinho, natural de Luz e morando na cidade de Bom Despacho. Outros ainda de municípios mais próximos, como David de São Gonçalo do Pará e Japão, este mora em Divinópolis, mas é conhecido pelas atuações no Tupi de Carmo do Cajuru. De Conceição do Pará foram três escolhidos para a terceira fase.

Depois de apresentarem em duas vezes seguidas no gramado do Estádio Waldemar Teixeira de Faria, os atletas foram pré-selecionados, em um total de 48. A grande maioria do Flamengo do Mendes Mourão, em que três goleiros estão presentes na fase final de observação, sendo Vitinho, Rafael e Júlio Cesar. Ainda toda a linha de defesa: Ruan, Pablo, Michael, Felipe Alexandre e Lucas Gago. Ainda os meias, Jonas e Lucas Leander. O volante Felipinho também atua na equipe Rubro Negra.

Algumas surpresas também entre os que não retornam para a última fase, o zagueiro Tallys, destaque do Palmeiras de Divinópolis, é capitão da equipe alviverde e a conduz com maestria, dentro da Imef, não foi escolhido, da mesma forma o volante André, também do alviverde do Afonso Pena.

A equipe divinopolitana fará a preparação para a Taça BH já na próxima semana, onde Eduardo Diniz comanda a preparação física, provavelmente o treinador Marco Túlio Cordeiro deverá iniciar também os trabalhos técnicos. Os treinamentos serão diários e sempre no período da tarde.

 

Créditos: Luciano Eurides

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.