terça-feira, 27 de Agosto de 2013 07:52h Luciano Eurides

Peneirada do jogador Fabrício encaminha atletas ao Fluminense e América Mineiro

O atleta Fabrício idealizou e realizou uma avaliação para atletas de futebol, nascidos entre os anos de 2001 e 1998. Na primeira etapa 450 participantes, na segunda fase foram 88, destes dois seguirão para o Fluminense do Rio de Janeiro e seis para o Amér

O atleta Fabrício idealizou e realizou uma avaliação para atletas de futebol, nascidos entre os anos de 2001 e 1998. Na primeira etapa 450 participantes, na segunda fase foram 88, destes dois seguirão para o Fluminense do Rio de Janeiro e seis para o América. Outros três estão sendo monitorados por não ter ainda idade para serem alojados.

O jogador falou da realização desse evento esportivo. “A primeira etapa foi muito boa e na segunda etapa, 68 selecionados e ainda outros 20 convidados, no total 88 e sendo dois imediatamente selecionados para o Fluminense e iremos monitorar outros três, ele não tem idade para ficar na concentração e a fiscalização é muito rigorosa, seis atletas vão para o América. Primeira avaliação e temos mias de 11 atletas sendo encaminhados, estou muito feliz e em novembro deveremos fazer mais avaliações”.

O atleta garantiu que haverá ainda outras chances. “Vão ter outras chances, se não passou nessa primeira teremos outras oportunidades e ficamos surpresos com os elogios dos diretores técnicos de Fluminense e América que aqui estiveram e uma das coisas que nos deixou feliz é a organização. Um nível muito bom de atletas e nessas outras queremos escolher mais. Mães de amigos parabenizam a iniciativa, pois na minha época não havia isso, tinha muitos talentos que não saíram. A região toda participou e ainda aqueles que não puderam”, falou.

Para quem pretende fazer uma boa avaliação o jogador faz orientações. “A dica é descansar e preparar o lado psicológico e físico. A avaliação leva em conta o lado físico e mental, eles comparam com os que já existem nos clubes, se um jogador errar se ele sente ou não e assim estar em um nível mais acima. Iremos monitorar atletas, amistosos, jogos e outras cidades. Aqueles que tiverem qualidade vão indicar. Tenho boa entrada com clubes, muitos diretores jogaram comigo como o Claudemir do Cruzeiro, André Figueiredo do Atlético Mineiro, Ricardinho no América Mineiro e assim criar oportunidades para esses garotos”.

Em 2005 o atleta Fabrício em conjunto com o atual presidente do Guarani Gilson Morais, Leston Júnior, treinador do Guarani criaram o Divinópolis Esporte Clube (DEC) e a ideia pode ser revivida. “Estamos para ajudar, foi um tempo bom e se pintar uma parceria seria muito interessante. Otávio, Maranhão, Gabriel em Portugal, entre outros. Não tivemos na época ajuda pública e pelo lado social foi muito bom”, falou e acrescentou: “Estamos observando e agradecendo aos clubes que cederam seus jogadores, pretendemos fazer mais e contar com eles”.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.