terça-feira, 20 de Agosto de 2013 07:21h Luciano Eurides

Peneirada leva centenas de atletas ao Farião

O atleta profissional Fabrício Souza promoveu nesse domingo uma peneirada para atletas nascidos entre os anos 2001 e 1998. Centenas de meninos de toda a região participaram e destes, cerca de 25 de cada categoria serão pré-selecionados para a segunda fase

O atleta profissional Fabrício Souza promoveu nesse domingo uma peneirada para atletas nascidos entre os anos 2001 e 1998. Centenas de meninos de toda a região participaram e destes, cerca de 25 de cada categoria serão pré-selecionados para a segunda fase. Na pré-seleção participaram cerca de 450 atletas.


Segundo o atleta Fabrício é a oportunidade de conhecer e estimular os jogadores a buscar um espaço no futebol profissional e ele tentará usar toda a influência e conhecimento para colocar estes futuros atletas nas equipes de base de todo o Brasil. “Para ser sincero não esperava tantos garotos, estou surpreso e feliz. Futebol é paixão e move todo o país e estou satisfeito com tantas crianças participando, a iniciativa é minha, do Hugo (Albernaz), meu irmão (Cristian Souza) e o Amaral (jogador) e estamos abrindo as portas, coisa que não existia na minha época e como estou na cidade procurei alguns parceiros e semana que vem vamos fazer outra avaliação e então já com parceiros de outras grandes equipes do Brasil”, destacou.


Logo na primeira avaliação destacou-se Mateus Gabriel, ele é de Carmo do Cajuru, jogou no Sport e Tupi, mas foi no futsal que ele se desenvolveu com mais fluidez e na categoria 99 marcou dois golaços e foi pré-selecionado. “Jogo em quadra e em campo de vez em quando e estou tentando passar e eles me pediram para aguardar”, disse ele bastante cansado, mas também fez três gols durante o período seletivo.
A data da próxima avaliação não foi confirmada mas deve ser nessa quarta-feira.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.