quarta-feira, 6 de Julho de 2016 14:28h Luciano Eurides

Quilombo tem uma classificação dramática no Campeonato Rural

A rivalidade entre Choro e Quilombo foi mais uma vez colocada à prova dentro do Campeonato Rural de Divinópolis

POR LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

 

A classificação do Quilombo veio depois das cobranças de penalidades, antes, um empate em 2x2 cheio de emoção, do início ao fim.

O Quilombo, jogando fora de casa, começou de forma arrasadora. Abriu o placar logo na primeira oportunidade, uma falta da intermediária, longe, Júnior Marçal, com muita categoria, colocou a bola no ângulo do goleiro Paulo Henrique e fez 1x0. Apesar da distância, a cobrança foi perfeita, não se pode culpar o goleiro, é mérito do cobrador. O segundo gol do Quilombo veio em uma pane geral do sistema defensivo do Choro. O lateral não acompanhou, a zaga deixou para o goleiro e este ficou no meio do caminho. Kenedy, ligado, foi mais esperto e fez um belo gol, tocando por cobertura e assinalando 2x0.

 

 

O primeiro tempo era todo do Quilombo. Mas o Choro encontrou forças para descontar e manter-se no jogo. Cruzamento na área do Quilombo, o jovem Lucas subiu entre os experientes Átila e Toninho, subiu alto, equilibrado e, com elegância, colocou a bola na rede.

O segundo tempo foi mais dramático. O Choro conseguiu corrigir alguns erros, ao colocar Henrique no meio e levar Tourinho para a lateral. Ainda entrou Pablo Japão, com um posicionamento mais centralizado. Deu certo. Pablo Japão marcou o gol de empate e a decisão foi para as cobranças de penalidades. Depois das três cobranças sequenciais, nos alternados, Júnior Marçal fez para o Quilombo e Arthur acertou a trave, conseguindo assim, o Quilombo, a classificação para a final.

 

 

 

 No Campo do Pedregal, Cacôco aplicou goleada de 4 a 1 na equipe do Branquinhos. O primeiro jogo está previsto para 10 de julho. Quilombo joga em casa e decide com Cacôco fora, em 24 de julho, no Campo do Pedregal. As duas partidas das finais serão realizadas às 9h30.

 A Copa Rural tem como finalidade promover intercâmbio esportivo entre atletas e comunidades rurais; mobilizar comunidades rurais, exaltando a prática desportiva como instrumento de lazer e integração.

 

 

 A competição deste ano teve 12 times, que foram distribuídos em duas chaves com seis equipes cada e jogaram todas entre si em turno único. A Chave A teve as equipes: Costas, Campista, Quilombo, Cacôco, Inhame e Choro. A chave B foi formada por Branquinhos, Pedregal, Amadeu Lacerda, Mata dos Coqueiros, Djalma Dutra e Córrego Falso.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.