sexta-feira, 15 de Agosto de 2014 07:21h

Rafael Carioca deve ser única mudança no Galo

Durante o treinamento desta quinta-feira, na Cidade do Galo, o técnico, Levir Culpi, promoveu a entrada do volante Rafael Carioca no time titular no lugar de Pierre, que fez trabalho à parte por conta de dores musculares.

A alteração ainda não é definitiva, já que o Atlético fará mais duas atividades, mas o novo reforço alvinegro poderá ter a chance de estrear na partida contra o Figueirense, domingo, às 18h30, em Florianópolis, pelo Campeonato Brasileiro.
A entrada de Rafael Carioca no meio-campo foi a única mudança no Atlético visando a partida contra os catarinenses. Apresentado nessa quarta-feira, o volante teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e já está regularizado para entrar em campo.
O zagueiro, Tiago, e o lateral-esquerdo, Douglas Santos, que veio por empréstimo de um ano da Udinese-ITA e será apresentado oficialmente nesta quinta-feira, também treinaram normalmente. Assim, o time titular foi formado por Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Pedro Botelho, Rafael Carioca, Josué, Maicosuel, Dátolo, Diego Tardelli e Jô.
Convidado do programa Bastidores desta quarta-feira, o técnico, Levir Culpi, afirmou que está satisfeito com o elenco do Atlético para o restante da temporada. Após receber três reforços nesta semana – Rafael Carioca e Tiago, que já foram apresentados, e Douglas Santos, que deve chegar nesta quinta-feira –, o treinador elogiou a qualidade do grupo e ressaltou que, se depender dele, o clube não precisa trazer mais ninguém para não “criar mais problemas financeiros”, referindo-se à dificuldade que a diretoria passa por causa do bloqueio do dinheiro da venda do meia-atacante, Bernard.
Levir Culpi foi a presença ilustre no Itatiaia Rádio Bar, na Rua Pium I, 620, no Bairro Sion, Região Centro Sul de Belo Horizonte, onde realizou mais um lançamento do seu livro “Um burro com sorte? – O futebol contado de dentro para fora dos gramados”.
Durante o bate-papo, o comandante alvinegro falou sobre o atraso de salários no clube, garantiu que não vai priorizar a Copa do Brasil, mas vai brigar também no Campeonato Brasileiro, e admitiu que, se a equipe não voltar à Copa Libertadores no ano que vem, será frustrante. Por fim, Levir disse que o Atlético deve ser o último time a ser treinador por ele em Minas Gerais.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.