quarta-feira, 24 de Outubro de 2012 09:47h Gazeta do Oeste

Real Madrid encara Borussia Dortmund para tentar encaminhar classificação

Real Madrid e Manchester City deixam Espanha e Inglaterra, respectivamente, nesta terceira rodada do Grupo D da Liga dos Campeões para missões distintas. Enquanto os merengues vão até a Alemanha enfrentar o Borussia Dortmund, às 16h45, em busca de mais uma vitória que os deixe tranquilos na liderança, os Citizens querem vencer pela primeira vez na Holanda, contra o Ajax, no mesmo horário, para não terminarem a rodada na lanterna da chave.

Apesar do amplo favoritismo que se dá ao time de José Mourinho, os números indicam que o duelo no Signal Iduna Park deverá ser bastante equilibrado. Há longos 12 anos o Real Madrid conquistou sua primeira e única vitória jogando no território alemão: 3 a 2 sobre o Bayer Leverkusen, gols de Gutti e Roberto Carlos (dois), em 27 de setembro de 2000. Fora este dia, foram 16 derrotas e seis empates.


Artilheiro da Liga dos Campeões com quatro gols, Cristiano Ronaldo também não carrega bom retrospecto na Alemanha. Nas duas visitas que fez ao país, o atacante português saiu derrotado e sem ao menos ter balançado as redes. Primeiro na temporada 2003/04, quando ainda defendia o Manchester United e perdeu por 2 a 1 para o Stuttgart. A mais recente, e também mais doída, aconteceu na última temporada, na semifinal contra o Bayern de Munique. A decisão foi para os pênaltis e Ronaldo desperdiçou sua cobrança, dando a classificação aos bávaros.

Agora, o Real conta com dois alemães, Khedira e Ozil, em seu grupo para ajudaream a acabar com o retrospecto negativo. "Conheço o Borussia da minha época de Stuttgart. Jogar no Signal Iduna Park é sempre bonito, tem uma atmosfera de Champions League. A equipe deles pode não ter muita experiência na competição, mas tem grande qualidade, principalmente no ataque", elogiou Khedira, que era dúvida para a partida, mas treinou bem e foi liberado para a viagem. Por outro lado, José Mourinho não poderá contar com os laterais Arbeloa, Fábio Coentrão e Marcelo, lesionados desde os jogos com suas respectivas seleções.

Atual bicampeão alemão, o Borussia também tem problemas para escalar a equipe. Enquanto o meia Gundogan é desfalque certo por conta de lesão nas costas, Schmelzer e a principal estrela Mario Gotze são dúvida e só poderão ser confirmados minutos antes da partida. Nada que abale a confiança do time, que soma quatro pontos e, portanto, com uma vitória, pode assumir a liderança do Grupo D. "Não tenho medo deles, isso posso garantir", disse Lewandowski, minimizando também a dupla de zagueiros do rival, formada por Pepe e Varane. "Sei que tipo de defensores eles são, mas não tenho medo. Só espero que Pepe jogue limpo e não haja problemas com ele", completou.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.