quinta-feira, 8 de Março de 2012 09:01h Atualizado em 8 de Março de 2012 às 10:13h.

Rever se machuca no treino de ontem

O técnico Cuca sinaliza com duas mudanças no time do Atlético que vai enfrentar o Nacional, de Nova Serrana, sábado, na Arena do Jacaré, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro.
A primeira delas por necessidade. Com o volante Pierre suspenso, o treinador optou por escalar Fillipe Soutto durante o trabalho tático na tarde de quarta-feira.
Já a outra alteração foi por opção. O atacante Guilherme, que entrou no segundo tempo do jogo contra o América e marcou o primeiro gol na vitória atleticana por 2 a 1, ganhou a vaga de Neto Berola.
O zagueiro Rafael Marques foi poupado por causa de cansaço muscular, mas não preocupa para o jogo contra o Nacional. Em seu lugar treinou Luiz Eduardo. Durante o trabalho tático, o zagueiro Réver levou um pisão no pé direito. Com dores e o local inchado, o defensor deixou o treino mais cedo. Segundo o médico Otaviano de Oliveira, ele não preocupa.
A equipe escalada por Cuca no treinamento foi: Renan Ribeiro; Marcos Rocha, Réver, Luiz Eduardo e Richarlyson; Leandro Donizete, Fillipe Soutto, Mancini e Escudero; Guilherme e André.
Os reservam, foram: Giovanni; Carlos César, Lima, Triguinho e Eron; Dudu Cearense, Serginho, Wesley e Nikão; Danilinho e Neto Berola.
Cinco vitórias consecutivas, 100% de aproveitamento e liderança isolada do Campeonato Mineiro. O bom começo de temporada do Atlético é exaltado pelo volante Leandro Donizete, que chegou ao Galo no início deste ano e, rapidamente, conquistou a confiança da Massa. “Estamos jogando bem. Foram cinco jogos bem feitos e a equipe está crescendo mais a cada partida. Não é fácil vencer cinco seguidas no começo do ano e não é por acaso que nenhum outro grande clube do Brasil conseguiu isso. É sinal de que estamos focados no trabalho”, declarou o meio-campista.
A ausência de Pierre, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, não é lamentada por Leandro Donizete, que confia nas peças de reposição do elenco. “É uma briga sadia. Substituir o Pierre não é fácil, é um jogador que tem muita moral com a torcida, mas, independente de quem entrar, vai dar o melhor de si para ajudar a equipe”, comentou.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.