sexta-feira, 9 de Março de 2012 09:03h Atualizado em 9 de Março de 2012 às 09:55h.

Ricardo Teixeira pede para sair

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pediu licença do cargo nesta quinta-feira, alegando problemas médicos. A licença será de, no máximo de 60 dias, prazo estabelecido pelo estatuto da entidade. Em seu lugar assume José Maria Marin, vice escolhido por ele em e-mail enviado a presidentes de federações.
A assessoria da CBF diz desconhecer o fato, confirmado ao UOL Esporte por Francisco Noveletto, presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Por telefone, ele disse ter recebido um e-mail de Ricardo Teixeira com o anúncio, que já era esperado pelos seus pares. "Nós já havíamos pedido para ele que houvesse um rodízio, vamos ver se ele vai nos atender e deixar que cada vice ocupe o cargo por 12 dias", disse o cartola, um dos que mais protestaram contra a possibilidade de José Maria Marin assumir a entidade.
Marin é o vice mais velho da CBF. Pelo estatuto, ele é que comandaria a entidade caso Ricardo Teixeira renunciasse. Só que Marin é muito ligado à Federação Paulista de Futebol, e os demais cartolas não queriam que o poder ficasse concentrado na mão dos paulistas.
O pedido dos dirigentes de federações estaduais foi feito na semana passada, em uma assembleia-geral na sede da entidade. Ricardo Teixeira estava envolvido em diversos boatos sobre uma possível renúncia, mas anunciou que ficaria. Uma semana depois, no entanto, se afasta da CBF.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.