terça-feira, 7 de Junho de 2016 16:45h Atualizado em 7 de Junho de 2016 às 16:47h. Luciano Eurides

RM Joias é a campeã do futsal do Divinópolis Clube

O futsal do Divinópolis Clube já tem a equipe campeã. A RM Joias conquistou o título depois de vencer a Zoião Veículos na partida de ida e empatar em 1x1 no jogo de volta

POR LUCIANO EURIDES

luciano.eurides@gazetaoeste.com.br

 

O resultado garantiu à equipe o título, mas o troféu não foi entregue após a partida. O jogo entre as equipes foi bastante disputado, do início ao fim. Duas equipes altamente técnicas e usaram a mesma tática. Marcação muito forte e as jogadas de ataque eram criadas a partir da bola trabalhada. Pelo fato de a RM ter vencido o jogo de ida, a expectativa era de uma equipe um pouco mais preocupada na marcação, não foi, também tiveram momentos de pressão desde os minutos iniciais. Os goleiros se destacaram. Maikinho e Ronaldo Gontijo garantiram o resultado da partida e muitos até acreditavam que o empate sem gols iria prevalecer.

 

A RM tentava o gol, tanto que Maikinho, goleiro da RM Joias, chegou ao meio da quadra, chutou forte e rasteiro, a bola passou embaixo de Igor, o desvio tirou a ação de Ronaldo e ele tentou voltar, tocou na bola e ela, mesmo assim, entrou e a RM Joias abriu o placar.

 

 

 

Para a equipe da Zoião, o empate já não bastava e o gol sofrido pirou ainda mais a situação. Yuri virou goleiro-linha e a ordem era pressionar o adversário dentro da própria quadra e deu certo. Yuri, de mão, lançou Fredinho, que confiou na falha da marcação, a bola sobrou para ele, que chutou na saída do goleiro e empatou a partida. O gol deu sobrevida à equipe, mas um placar insuficiente para evitar o título da equipe da RM Joias.

 

 

 

Uma partida muito boa, a arbitragem esteve atenta e o melhor de cada time foi explorado. Sem pontos fracos, um jogo muito truncado, sem brechas para se aproveitar; o histórico do futsal do Divinópolis Clube revela uma disputa intensa, que cria raízes, está na história. São títulos passados e, ao mesmo tempo, correções feitas. A soma de uma competição é exatamente isso. A rivalidade vai crescer, os momentos tensos vão acontecer e tão natural quanto à vibração por um título conquistado, é a decepção momentânea. Embora tudo se acabe e outras competições serão realizadas, a experiência fica e será usada como forma de crescimento dentro do esporte.

 

 

 

 

No final da partida, muita reclamação, talvez pelo excesso de vibração. Empurra um e tira outro, a confusão levou à coordenação a suspender a premiação. Uma reação inesperada para aqueles que acompanharam a competição. Não foi informado se haverá a premiação em outra data e nem mesmo quem e quais são os prêmios individuais. Sem troféu, sem medalhas, sem o grito de campeão. Cada time foi para casa e fica o aguardo da decisão superior.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.