sábado, 13 de Fevereiro de 2016 05:50h Atualizado em 13 de Fevereiro de 2016 às 05:50h.

Robinho chega antes da hora e fala sobre a vinda dele para o Atlético

A apresentação de Robinho estava marcada para segunda-feira, dia do lançamento da nova linha de material esportivo do clube, mas o atacante surpreendeu e apareceu na Cidade do Galo já nesta sexta

Após conhecer os novos companheiros, ele vestiu o uniforme e participou das atividades na academia e no campo. Em seguida, concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador do clube.
Ele explicou a ppção pelo Atlético. “Desde o começo o Atlético foi muito correto comigo. Que nem eu falei antes, sei do esforço que a diretoria fez. O Atlético já vem conversando comigo há bastante tempo e tenho certeza que fiz a melhor escolha, pela grandeza do clube, pelo meu momento. Respeito muito o Santos Futebol Clube, porque passei lá muitos anos e graças a Deus tive conquistas importantes na minha carreira. Agora espero construir uma história tão bonita ou mais bonita aqui no Atlético”.

 


Sobre os objetivos pessoais. “Meu objetivo é continuar jogando bem, sei do esforço que o Atlético fez para me contratar e da grandeza que tem o Atlético. Espero fazer o meu melhor. Acho que, claro, passo a passo, primeiro voltar a jogar bem, voltar a me preparar, estou num grande clube, estou diante de grandes jogadores, num time que fez um excelente campeonato no ano passado. Então, espero rapidamente me entrosar e é claro que, jogando bem no Galo, uma possível volta para a Seleção é meu objetivo. Mas acho que o principal objetivo é voltar a estar bem e ajudar o Atlético nas competições que ele vai disputar”.

 


Ressaltou a torcida do Galo. “Estou muito feliz por estar aqui no Galo, já conhecia sim a torcida do Atlético. A massa atleticana é uma torcida que contagia e toda vez que joguei contra o Atlético sempre foi muito difícil, porque o Atlético sempre foi empurrado pelo seu torcedor. Enfim, agora estou muito feliz de poder estar desse lado, um clube que tem uma torcida maravilhosa e espero fazer o meu melhor”.
Não escolheu posição favorita em campo. “Eu vou me preparar para jogar em qualquer posição que o treinador precisar. Claro que estou mais adaptado jogando pelo lado esquerdo, mas, enfim, quem decide isso é o treinador. A nossa obrigação como jogador de futebol é se preparar e estar bem fisicamente para que ele possa fazer a melhor escolha”.

 


Não se acha especial e nem pretende o papel principal na equipe. “Eu nunca quis ser melhor do que ninguém. Acho que o objetivo é ajudar o Atlético a ser campeão. Sei da minha responsabilidade, de procurar me preparar bem, me cuidar e estar bem para jogar, porque eu jogo num clube que tem uma torcida apaixonada. Mas sei que ninguém ganha nada sozinho. Acho que o Atlético tem um grupo excelente e isso é o principal. Espero que possa fazer meu melhor aqui, agora está começando uma nova etapa na minha vida e eu estou muito motivado para arrebentar no Atlético”.

 


Se diz em boas condições físicas. “Claro que vocês não sabem, mas jogador de futebol não pode ficar muito parado. No meu caso estou sempre fazendo trabalhos na academia, estava também jogando meu futevôlei que eu gosto, também já não fico parado porque é uma atividade física. Mas, enfim, só o treinador vai poder decidir quando vou jogar. Vou procurar me preparar todos os dias para estar 100% para jogar o mais rápido possível”.
Não se compara a Ronaldinho Gaucho. “O Ronaldinho, em minha opinião, é um jogador diferenciado, gênio. Apesar do curto espaço de tempo que teve aqui no Galo, fez uma história muito bonita, foi campeão, deixou seu nome marcado. Mas Ronaldinho é Ronaldinho, Robinho é Robinho. Ele fez a história da maneira dele e eu espero fazer história aqui no Galo da minha maneira”.

 


Comentou a Libertadores. “Não é uma obsessão, mas é um título importante que ainda não tenho. Estou tendo mais uma oportunidade de, se Deus quiser, tentar ser campeão aqui pelo Atlético. Vou brigar muito por isso.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.