quarta-feira, 5 de Outubro de 2016 13:46h Carlos Henrique

Rodada do Brasileirão se divide e quarta já tem bola rolando

CARLOS HENRIQUE
ch25771@gmail.com

 

Campe­onato Brasileiro de futebol terá inicio nesta quarta feira e se encerra no final de sema­na. Não é muito comum ter uma rodada dividida, mas por causa do período sabático da Copa do Brasil, o espaço do meio de semana será reserva­do ao Brasileirão. No principal jogo da noite, o Corinthians recebe em Itaquera o Clube Atlético Mineiro. O Galo não tem bom histórico jogando na Arena Corinthians, em três oportunidades de atuar no estádio, o Atlético foi derrota­do nas três, sem ter marcado um gol sequer. A dificuldade existe, mas na tabela de clas­sificação, o time de Marcelo é o terceiro colocado, enquanto o Timão é o sétimo. Para Fábio Santos, lateral esquerdo que já atuou pelo Corinthians e enfrentou o time mineiro nos épicos confrontos da Copa do Brasil, a receita é tentar achar brechas para furar o bloqueio, e claro, aguentar a pressão da torcida corintiana.

“Mudou muita coisa den­tro do Corinthians. Isso aca­bou atrapalhando. Mudanças de treinador, saídas de joga­dores de qualidade. Mas jogar dentro da Arena é sempre complicado. A gente está mais focado no nosso trabalho do que no nosso adversário. Temos grandes chances de fazer um grande jogo e vencer lá. O Fábio (Carille, treinador do Corinthians) tem uma linha de trabalho parecida com a do Tite. Essa questão de recompor, os jogadores da frente voltam para marcar. Defensivamente, é muito bem armado. Claro que vamos ter dificuldade, temos que achar alternativas de jogo para furar o bloqueio do Corinthians. Tomara que a gente possa fazer esse gol que ainda não aconteceu lá. Se for 1 a 0, me­lhor ainda, temos que ganhar o jogo.”

O Galo tem outro ponto que precisa ser melhorado, seu desempenho como visitante. A única vitória no returno foi sobre a Ponte Preta, no último final de semana.

Santos x Fluminense é ou­tro jogo de suma importância para o Campeonato. Com o aumento de vagas para a Li­bertadores do ano que vem, agora o G-4 virou G-6. E esta será uma disputa direta pela vaga. A equipe da baixada san­tista tem 48 pontos, na quarta colocação, dois a mais que o tricolor carioca, que tem 46, em quinto.

Sport e São Paulo fazem o jogo das 21h45. O Leão, com apenas 33 pontos, está beiran­do a zona de rebaixamento, apenas dois pontos a mais que o Figueirense, primeiro dentro da zona. O São Paulo, com somente 35, também não pode vacilar, já que, em caso de derrota para o Sport, será ultrapassado e vai se aproximar perigosamente da zona de rebaixamento, poden­do ficar a apenas um ponto, caso o Figueirense vença o seu jogo.

Outras duas equipes pos­tulantes ao G-6 jogam na ro­dada. O Atlético-PR recebe a Chapecoense na Arena da Bai­xada em busca de uma vitória que consolide sua posição. Atualmente, é o sexto coloca­do na tabela e, se vencer, pode encostar nos postulantes de cima, já que certamente San­tos ou Fluminense, que vão se enfrentar, perderá pontos, abrindo espaço para o time de Paulo Autuori se aproxi­mar. A Chapecoense tenta se recuperar, já que, de forma surpreendente e avassaladora, foi derrotada em casa para o Vitória por 4x1.

Por falar em Vitória, o time baiano completa a rodada enfrentando o Grêmio no Barradão. Décimo terceiro colocado, com 35 pontos, o ru­bro negro de Salvador precisa vencer para sonhar com uma possível inclusão no G-6. Os gaúchos, com 40 pontos e um pouco mais próximos, buscam um triunfo em um lugar com­plicado de se jogar, para por fim à oscilação no campeona­to. Após vencer no penúltimo jogo, a derrota voltou a ser parte da rotina tricolor, ao ter sido derrotado pelo Cruzeiro no Mineirão por 1x0.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.