sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014 05:49h Atualizado em 10 de Janeiro de 2014 às 06:23h.

Ronaldinho Gaúcho renova com o Atlético

Novela se arrastou por conta do interesse do Besiktas, mas craque resolveu ficar em Minas

A torcida alvinegra pode comemorar, porque Ronaldinho Gaúcho continua no Atlético em 2014. A novela acabou na tarde desta quinta-feira, com uma mensagem do presidente Alexandre Kalil no Twitter.
“A torcida é chata, mas o cara é apaixonado por ela. Renovou!”, escreveu o mandatário do Galo.
Kalil se reuniu com o empresário Assis e acertou a permanência do camisa 10 por mais um ano. Contratado no dia 4 de junho de 2012, Ronaldinho vai jogar mais uma temporada no Atlético. No currículo, ele tem a conquista da Copa Libertadores e do Campeonato Mineiro. São 70 jogos no total e 26 gols marcados.
O final da novela é feliz para os atleticanos e triste para os torcedores do Besiktas. O clube turco fez uma proposta para ter o craque por dois anos e meio. Assis esteve em Istambul na virada do ano e se reuniu com dirigentes locais, que se demonstravam confiantes em conseguir a contratação. Contudo, o Atlético chegou em um acordo e acabou com o sonho turco.
Em junho de 2012, Ronaldinho Gaúcho havia deixado o Flamengo após desacertos com a diretoria fora de campo. O caminho estava livre para o Atlético, que agiu com rapidez para contratar o camisa 10.
Rapidamente Ronaldinho caiu nas graças do torcedor alvinegro, com ótimas atuações no Brasileirão 2012. O clube brigou pelo título e acabou ficando com o vice-campeonato. A classificação para a Libertadores do ano seguinte estava garantida.
O ano de 2013 foi o de confirmação: Ronaldinho entrou de vez na história do Atlético. Para muitos, como o maior jogador que já vestiu a camisa do clube. Ele foi peça importante na inédita conquista da Copa Libertadores. Além disso, conquistou o Mineiro ante o rival Cruzeiro.
Após a Libertadores, um susto. O camisa 10 lesionou a coxa direita. Conhecido pelo vigor físico, ele tem poucas lesões na carreira. O desafio de participar do Mundial de Clubes foi cumprido, com a recuperação. No Marrocos, o Galo não chegou ao título. Contudo, Ronaldinho se mostrou recuperado e sobretudo com a pontaria calibrada, ao marcar dois gols de falta.
Em Belo Horizonte, Ronaldinho tem um clima favorável para seguir a carreira. É ídolo do Atlético, tem o respeito do grupo de jogadores e já está plenamente adaptado. Aos 33 anos, agora ele vai encarar novos desafios da carreira em 2014. O Atlético tentará o bicampeonato da Copa Libertadores e do Campeonato Brasileiro. Em disputa, ainda tem o Campeonato Mineiro, a Copa do Brasil e a Recopa Sul-Americana.
Voltar a ser decisivo na Libertadores, com uma boa campanha do Galo, como no ano passado, ainda pode ajudar Ronaldinho a ser lembrado por Felipão para a Copa do Mundo. O camisa 10 ainda não desistiu e, com a camisa do Atlético, poderá convencer o treinador da Seleção Brasileira.

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.