sexta-feira, 21 de Dezembro de 2012 09:08h Atualizado em 21 de Dezembro de 2012 às 09:18h.

Rosinei é do Galo

Rosinei destaca que, apesar de um 2012 complicado, a passagem pelo América do México foi positiva

Depois de quatro temporadas defendendo o América do México, Rosinei, de 29 anos, está de volta ao Brasil e vai vestir a camisa do Atlético. O contrato acertado é de dois anos, segundo o presidente Alexandre Kalil.
O retorno aconteceu após uma temporada difícil no América. Uma lesão o afastou dos gramados. O tratamento não foi o ideal. Perdeu espaço no time. Atuou apenas em 23 jogos este ano, sendo titular em 10. Já em Belo Horizonte para o acerto com o Galo, Rosinei passou por exames e garante estar totalmente recuperado. “Creio que está tudo excelente. Os exames são mais para ver se está tudo bem, se não tem nenhum tipo de lesão, até pelo tempo que fiquei lesionado lá e não foi a atenção especial que geralmente a gente tem aqui no Brasil”, ressalta Rosinei.
A lesão do meio-campista foi na perna direita. “Tive um desgarre na parte posterior do músculo. Fora do país, é diferente a forma de trabalho na medicina. Tive dificuldades de voltar ao meu nível. Perdi espaço. Fiquei um mês em tratamento, voltei e entrava nas partidas, mas não como titular, por opção do treinador. Eu, já um pouco infeliz, depois de quatro anos fora do país, optei por voltar.”
Rosinei destaca que, apesar de um 2012 complicado, a passagem pelo América do México foi positiva: “Continuo com a mesma vontade e determinação para jogar. Espero voltar para o futebol brasileiro e fazer o que sei, jogar com alegria. Fui muito feliz no México. É um clube difícil de jogar, pela cobrança que tem em cima dos brasileiros. Fui um dos poucos que ficou quatro anos. Os últimos brasileiros ficaram seis meses.”
A confiança em uma boa temporada pelo Galo é grande. “O Atlético está montando uma boa equipe, já vinha do campeonato passado com grandes jogadores e fez um excelente campeonato. Agora tem essa expectativa de jogar a Libertadores e conseguir um objetivo grande.”
O volante aproveitou para esclarecer uma curiosidade de sua ficha técnica: ele não jogou nas categorias de base do arquirrival atleticano, o Cruzeiro. “Nunca tive passagem pelo Cruzeiro. O Cruzeiro que eu joguei é o da minha cidade. As pessoas confundem.”

rosinei, galo

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.