segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011 00:00h

Santo André e Ourinhos decidem domingo o primeiro título da Liga de Basquete Feminino.

Com vitórias dramáticas e pela mesma diferença de três pontos no quinto e último jogo dos playoffs das semifinais, a equipe do ABC e o pentacampeão brasileiro passaram respectivamente por Catanduva e Americana, garantindo vaga na grande final em jogo único neste domingo em São José dos Campos.

Em Santo André, contando com o apoio de uma torcida ruidosa que empurrou o time o tempo todo diante das atuais campeãs, as donas da casa fecharam a melhor de cinco com a vitória por 62 a 59.

A lateral Micaela foi a estrela do espetáculo, com sua melhor atuação no campeonato e o recorde pessoal de pontos (28) que a transformou na cestinha da noitada. Catanduva vendeu caro a derrota num encontro equilibrado no qual as duas equipes se alternaram à frente do marcador e terminaram o primeiro tempo em igualdade de 32 pontos.

A técnica Laís Elena comemorou intensamente o resultado com suas jogadoras. "O time está de parabéns. A Ariadna estava mal, mas em compensação a Cacá, que ainda é apenas uma juvenil, marcou uma grande jogadora como a Palmira e deu conta do recado. Ela bem que me avisou que eu poderia contar com ela.

Estou até agradecendo a Deus que a final seja em um jogo só porque nosso grupo ficou ainda mais reduzido com a contusão da Taiara", comentou. Para Micaela, a eficiente marcação foi o segredo de Santo André. "Entramos com muita garra, com muita vontade de ganhar, e melhoramos bastante na defesa, que foi nosso ponto fraco na derrota de sábado. Mesmo num período em que não conseguimos pontuar também ficamos sem levar pontos, o que é sempre importante."

Em Americana, Ourinhos conseguiu o que muitos julgavam improvável: derrotar dentro do lotado ginásio do Centro Cívico de Americana o time de melhor campanha da primeira fase e fortíssimo candidato ao título.

Com direito a um desfecho eletrizante, que levantou a torcida das arquibancadas, a equipe do treinador Antonio Carlos Barbosa - que assumiu o posto no meio do campeonato quando a equipe patinava no 4º lugar em que encerrou o returno - matou a série com um suado 66 a 63, depois da vantagem de 37 a 28 no intervalo.

A experiente ala ourinhense Chuca, que não vinha tendo grandes atuações, se recuperou em grande estilo e foi o principal destaque da partida ao anotar 19 pontos. "Ganhar é sempre bom, mas vencer Americana é especial porque elas têm um time quase perfeito", afirmou a lateral Fernanda Beling, que participou da grande festa das companheiras e da comissão técnica diante da atônita torcida local.

Para alcançar o título perdido no ano passado para Catanduva, Ourinhos precisará fazer o que ainda não conseguiu nesta temporada: derrotar Santo André, vencedora nos dois confrontos diretos realizados no turno e no returno e com a ambição de alcançar seu primeiro título nacional.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.