quarta-feira, 15 de Junho de 2011 15:05h Atualizado em 16 de Junho de 2011 às 09:30h. Luciano Eurides

Santos enfim chega a Montevidéu

A delegação do Santos Futebol Clube chegou ao Aeroporto Internacional de Montevidéu, por volta das 12h20 de ontem (14). Na capital uruguaia, a equipe santista enfrentará o Peñarol, hoje, no Estádio Centenário,às 21:50 hs. pelo primeiro jogo da final da Copa Libertadores da América.


A viagem santista em escala até o Uruguai chegou a ficar ameaçada em razão da nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue, que durante a última semana provocou o cancelamento de voos no próprio Chile, Argentina, Uruguai e Região Sul do Brasil. Porém, como a emissão de fumaça pelo vulcão vem perdendo força progressivamente, os santistas puderam embarcar com segurança.


Ainda ontem, o grupo santista fez um treinamento de reconhecimento do gramado do Estádio Centenário. No primeiro jogo da final, o Santos não contará com Edu Dracena (suspenso), além de Léo, Jonathan e PH Ganso, que se recuperam de lesões.


A indefinição sobre a viagem para o Uruguai e até a possibilidade de um adiamento do primeiro jogo com o Penãrol, pela final da Copa Libertadores, em razão das cinzas do vulcão chileno, não tiraram a concentração do elenco do Santos. Quem garante é o volante Adriano. “O Professor Muricy conversou muito com a gente e disse que esses problemas deveriam preocupar apenas a diretoria. Nós entendemos o recado e em nenhum momento deixamos que qualquer coisa tirasse o nosso foco para o jogo importante de amanhã (quarta-feira)”, afirmou o meio-campista.

BOM RESULTADO NO URUGUAI


Mesmo respeitando os uruguaios, Adriano mostra confiança que o Santos volte para o Brasil com um resultado positivo na bagagem. “O Peñarol tem qualidades e não eliminou o Inter e o Velez por acaso. Mas a nossa preparação está sendo muito boa e acredito que podemos conquistar um bom resultado mesmo jogando em Montevideu”, finalizou o volante alvinegro.
 

Leia Também

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.