sexta-feira, 29 de Julho de 2011 11:18h Luciano Eurides

Secretário de Esportes avalia participação divinopolitana nos Jimi

O secretário de Esportes e Lazer de Divinópolis, Rômulo Augusto Duarte Silva, avaliou a participação da cidade nos Jogos do Interior e Minas (Jimi) e também destacou a realização da Corrida Ticresinho. Rominho ponderou sobre a importância econômica da Taça BH de Futebol Junior e sobre a ciclofaixa. Adiantou também a possibilidade de um torneio de pipas no Parque de Exposições de Divinópolis.


Sobre a participação no Jimi o secretário disse ter sido um resultado surpreendente e histórico. “Nós ficamos em quarto lugar no voleibol feminino, já classificados no A1 estadual. Fomos vice no basquete masculino, também no A1 e campeão no futsal feminino. Isso coroa o trabalho da secretaria e da comissão técnica e atletas”, falou. “Queremos ampliar as modalidades para o próximo ano, basquete feminino e talvez handebol. Ainda vislumbramos a possibilidade de natação e atletismo”, completou.


Com relação a novas competições Romulo Duarte disse estar preparando a Corrida Ticresinho. “É mais uma novidade da secretaria e vamos homenagear o saudoso Ticrésio. Vai ser no dia 21 de Agosto no Danilo Passos e será um evento de incentivo”anunciou.


A Taça BH de futebol junior trouxe a Divinópolis muitos olheiros e familiares. A rede hoteleira sentiu isso na pele. O secretário destacou a importância econômica dos eventos esportivos. “Eles potencializam o desenvolvimento econômico. Ano que vem será ainda maior, o turismo, junto com a rede hoteleira e restaurantes, desenvolve-se como um todo. Cria-se um senso motivacional para os atletas. É uma vitrine. Procuramos dar um apoio e o próprio Guarani tem de se organizar”, disse.
 

Uma organização e também conscientização sobre a brincadeira de soltar papagaio (pipa) na cidade. “Conversamos com o Márcio do sindicato para fazermos um festival de pipa no Feirão, a ideia é valida para lazer e educação”, considerou.
 

A sindicalista Ana Lúcia dos Santos demonstrou uma especial preocupação com relação a ciclofaixa instalada na rua Pitangui, onde os pedestres perderam espaço para os ciclistas. “É um assunto de muita importância, realmente ela faz parte de um projeto macro onde se cria uma vantagem e uma desvantagem. Há inclusive um atrito ali, podíamos ampliar mais a utilização da Pitangui em horários de grande uso e criarmos uma harmonização e segurança e temos adiantado essa conversa. Haver uma melhoria nos passeios”, concluiu.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.