terça-feira, 30 de Junho de 2015 09:55h

Sede do Cruzeiro é alvo de novas manifestações

A sede do Cruzeiro, localizada no Barro Preto, foi alvo de vandalismo pela segunda vez somente neste mês

Inconformados com o desempenho do time na temporada, alguns torcedores picharam e quebraram o vidro da fachada do prédio. “Queremos jogador. Cadê o meia?”, diz parte da pichação, que também ofende o presidente do clube, Gilvan de Pinho.
Campeão das duas últimas edições do Brasileirão, o Cruzeiro faz uma campanha pífia em 2015. É apenas o 13º colocado, com 10 pontos, próximo da zona de rebaixamento. A última derrota do time, a quinta em nove jogos, ocorreu neste domingo para o Coritiba, por 1 a 0, no Paraná.
No começo deste mês, quando o técnico ainda era Marcelo Oliveira, a sede também foi alvo de vandalismo. “A paz acabou. Fora Gilvan e Marcelo, parasitas”, dizia a mensagem.
Não foi na capital paranaense que o Cruzeiro conseguiu a reação no Campeonato Brasileiro. Em uma partida tecnicamente fraca e com muitos cartões amarelos, o time celeste não jogou bem e acabou perdendo por 1 a 0 para o Coritiba, neste domingo, no estádio Couto Pereira, pela nona rodada. O atacante Rafhael Lucas fez o gol do Coxa aos 17 minutos do segundo tempo.
Após as três vitórias seguidas sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, a Raposa mais uma vez passou longe do futebol apresentado principalmente no clássico contra o Atlético, quando venceu por 3 a 1 na casa do rival, e acumulou a segunda derrota consecutiva com o novo treinador – na rodada anterior, havia perdido no Mineirão para a Chapecoense.
Com o resultado, o Cruzeiro caiu para a 12ª posição, com dez pontos, e desperdiçou mais uma oportunidade de se aproximar do grupo dos quatro primeiros colocados. Já o Coritiba, mesmo com a vitória, continua na zona de rebaixamento, em 18º lugar, com sete pontos.
Na próxima rodada, o Cruzeiro permanece longe de Belo Horizonte. Nesta quarta-feira, às 22h, a equipe celeste vai até Porto Alegre para enfrentar o Grêmio. Já o Coritiba encara o Atlético, um pouco mais cedo, às 21h, no Independência.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.